Translate this Page
Arrebatamento
Você acha que o Arrebatamento da Igreja será:
No meio da Tribulação
Depois da Tribulação?
Durante a Tribulação
Antes da Tribulação?
Não sei responder!
Ver Resultados


Rating: 2.1/5 (522 votos)




ONLINE
2




Partilhe este Site...





O Portal da Teologia 

Indice Mapa do Site Avançado
Busca O Portal

 Ychzek'el [Ezequiel] 9.3-4

O PORTAL DA TEOLOGIA

A marca de Cristo. 

3. Então a Glória do Deus de Yisra'el começou a se levantar sobre o keruv, desde onde ele estava até a entrada da casa. Ele chamou o homem vestido com roupas de linho, o qual tinha equipamento de escribas em sua cintura

4. Adonai lhe disse: "Vá por toda a cidade, através de toda a Yerushalayim, e ponha uma marca em sua testa como a de um homem [Cristo] que está suspirando e chorando por todas as práticas odiosas que estão sendo cometidas ali".  

 Atenção: O Arrebatamento da Irmã Vilma - Assista aqui em [Vídeos e Nova Era] Cuidado com a sua Alma! 

 

Graça e Paz em Cristo → A todos os Leitores → Sejam bem vindos → No nome de Jesus!  Comentem os artigos → Iniciem discussões sobre os temas → O Moderador. 06.04.2014 

 
OPorTAU.png

Atualize o seu navegador - novo domínio 

http://www.oportaldateologia.org/ 

O Portal:

 

 

oportal@oportaldateologia.org 

cliqueimagem 

OPorTAU.png 

Pedido de Oração  

 

Por Gospel+ - Biblia Online

 

 

 


O Portal da Teologia autoriza a republicação de todos os artigos do site na íntegra, desde que cite a fonte de origem.  


O destino, o corpo e a alma.
O destino, o corpo e a alma.

O destino, o corpo e a alma. 

 

Destino é a simbiose da natureza física e espiritual processada pela metamorfose orgânica e psíquica desde fertilização do embrião até a morte do gênero humano. Sintetizando: é o processo de transformação desde o nascimento à morte através da interação entre o corpo e a alma; ministrada pelo espírito [pneuma] - folego de vida ou ar.

O destino é o curto e transitório período da existência do gênero humano entre a pré-existência e a eternidade. É o tempo em que o corpo e a alma coabitam inerentes através do espírito [pneuma].

Não existe destino antes do nascimento ou após a morte; sim, o pré-destino, o nascimento-morte e a existência eterna.

A alma é uma essência corpórea viva, um corpo espiritual pré-existente, ou seja; ela é uma partícula viva imaterial que subsiste ante da formação biológica de um corpo humano através da fertilização.

Quando ocorre a fertilização do óvulo esta partícula viva é inserida nele daí então começa a metamorfose do embrião até transformar se em um corpo humano.

Esta essência viva é um corpo desprovido de matéria, isto é; este corpo tem o mesmo biótipo do corpo físico, porém desprovido de uma massa corporal.

Se pudéssemos visualizar uma alma estaríamos vendo o nosso corpo como ele se reflete no espelho, porém vivo.

Este corpo espiritual tem algumas necessidades básicas relativas ao corpo humano.

Por exemplo: sente sede, fome, sentimentos, dores, desejos, vontades, [espirituais] e memória presente e passada, apenas depois que ela é coabitada com o corpo humano; a diferença também é que os alimentos para alma são imateriais assim como ela é e de origem metafísica no sentido de supra-sensível da realidade ao passo que o alimento do corpo físico consiste de matéria orgânica que pode ser definida pelo conhecimento empírico.

Algo muito interessante é que a alma, ela não é o Espírito de Deus que é o fôlego de vida [pneuma], que foi aquele jato de ar que saiu da boca de Deus e adentrou nas narinas de Adão dando lhe vida, o mesmo que respiramos para nos oxigenar.

Ela é germinada quando um gameta fecunda um óvulo gerando um corpo onde ela coabita neste corpo, que lha torna se inerente a ele e vai permanecer nele até a morte deste; quando ela se afasta se dele temporariamente enquanto este corpo se mantiver morto, porém, ela continua viva e não morre junto com a falência vital do corpo humano que coabitou.

Este corpo espiritual manifestado novamente como alma [essência corpórea] é elevado para uma dimensão espiritual reservada para os corpos espirituais onde vai aguardar por tempo determinado até que possa voltar a coabitar com o corpo que lha germinou na dimensão humana.

Portanto a alma é uma essência, corpórea porque tem uma estrutura própria, ou seja, ela é ser espiritual vivo, porém com um corpo desprovido de matéria ou massa orgânica como o corpo humano; mas, em nada se assemelha com aquele ser mitológico cuja lenda identifica lhe por fantasma ou algum ser extraterrestre desencarnado que habita em alguma dimensão da estratosfera, capaz de coabitar em um corpo humano e depois ao despossui lho fica a vaguear pelas regiões celestes.

A alma [essência corpórea] e o corpo [substância orgânica] coabitam unânimes e dissociados, mantidos pelo espírito [pneuma] e isto permite ela sair e voltar ao corpo, mas, não separarem se definitivamente. Uma vez que ela é germinada no corpo, sempre estará ligada a ele mesmo durante o tempo em que o corpo permanecer morto biologicamente. 

Não se dissocia nunca. A essência uma vez germinada na substancia, estarão interligados a fim de coabitarem intrinsecamente para sempre.

O segundo algo mais interessante que este primeiro é que a morte do corpo não se dá quando a alma abandona lho, mas, quando o espírito sai dele, daí lhe falta lhe o ar por acabar o oxigênio e corpo para de funcionar, e nesta perda do [pneuma] a alma dissocia se dele temporariamente porque ele vai apodrecer enquanto que ela vai permanecer viva.

A alma não morre nunca; é atemporal, por isto é que ela é mais importante para o corpo do que o espírito, que é uma partícula divina e transitória; visto que ela é enviada temporariamente para o corpo e depois retornar para sempre. Este espírito é o mesmo Espírito de Deus manifestado apenas como folego de vida ou pneuma [ar - oxigênio], não como uma centelha da divindade inerente a Ele.

Esta também é uma simbiose, porém, não é inerente ao corpo humano, o Espírito de Deus coabita com o corpo apenas para manter a alma coabitada com ele até que o pneuma é recolhido e ela volte para sua origem como essência corpórea.

Isto faz nos pensar sobre a impossibilidade de um ser humano ter o espírito de Deus nele e concomitante também hospedar um espírito maligno; mas, é justamente isto. O espírito maligno é um ser também espiritual inoculado; enquanto que o espírito de Deus atua apenas como um gerador de energia para o funcionamento do corpo; nunca como uma essência da sua divindade.

Esta é uma das ações do espírito de Deus, diferente de quando Ele atua como divindade quando o corpo atinge certo nível de santidade e perfeição; e desta feita a sua ação é transformada em poder.

Quando alguém recebe o Espírito de Deus como poder espiritual, é quando este mesmo espírito de vida ou fôlego é revestido da essência divina; como Cristo disse que todos os seus discípulos receberiam o Espírito Santo que ele enviaria quando voltasse para o Pai. No corpo humano ele o Espirito atua como energia e nesta segunda manifestação como poder.

No destino o homem tem a liberdade para traçar metas, estabelecer propósitos e planejar o futuro; realizar planos e tomar decisões.

Neste período ele pode fazer as suas escolhas a fim de definir como vai ser o seu destino durante e depois da morte. Ou seja: ele irá se programar para a vida e depois dela.

Este programa pode ser elaborado conforme o seu livre arbítrio, ou seja, de acordo com a sua própria vontade sem a interferência direta de Deus ou com a interferência direta Dele.

É neste ponto em que se destaca a presença ou não do pré-destino.

No homem cujo livre arbítrio é predominante, ele tem a liberdade plena e controle da sua vida, porém, naquele que cujo livre arbítrio não lhe foi imputado, este terá o seu destino intermediado diretamente por Deus.

Este segundo é o predestinado no sentido literal do termo. Isto é: o destino dele não está sob o seu total domínio, portanto neste caso o programa do seu destino não pode ser elaborado plenamente conforme a sua vontade; ou seja, em parte pode ser de acordo com a sua própria vontade, mas sempre estará sujeito a interferência direta de Deus.

• Efésios 1 • 3 • Bendito seja o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, o qual nos abençoou com todas as bênçãos espirituais nas regiões celestes em Cristo;

• 4 • como também nos elegeu nele antes da fundação do mundo, para sermos santos e irrepreensíveis diante dele em amor;

• 5 • e nos predestinou para sermos filhos de adoção por Jesus Cristo, para si mesmo, segundo o beneplácito de sua vontade,

• Romanos • 8 • 28 • E sabemos que todas as coisas concorrem para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito. 

• 29 • Porque os que dantes conheceu, também os predestinou para serem conformes à imagem de seu Filho, a fim de que ele seja o primogênito entre muitos irmãos;

• Efésios 1 • 6 • para o louvor da glória da sua graça, a qual nos deu gratuitamente no Amado;

 O destino predestinado:

As duas referências bíblicas acima exemplificam a natureza do destino predestinado, que pela clareza do texto dispensa uma explicação.

O verso 29 acima quer dizer que antes de existirmos Ele [Deus] já nos conhecia e também antecipou que antes de começar o processo do nosso destino, já teríamos a imagem do seu Filho!

Isto significa que ao iniciar o processo da nossa formação humana, a forma do nosso corpo humano revela o perfil do corpo do Filho Dele despido da divindade; ou seja; despido da plenitude da glória que emana do Espírito Santo; isto porque nós temos corpo e alma, enquanto que Cristo tem Corpo e Espírito Santo que liga o corpo Dele ao corpo de Deus, numa Trindade.

Isto também explica porque fomos criados a semelhança de Deus. Porque o Filho antes de ser gerado estava no interior do Pai, era uma parte viva Dele, mas, não uma energia que o Pai ao querer Ele libertou esta para o plano exterior, mas, sim, uma porção divina de Sí mesmo que após compartilhar a sua imagem, semelhança e forma com este novo "Ser", o Pai Lho chamou Filho.

Portanto, Ele era um ser vivo que coabitava no interior do Pai, junto com o Espírito Santo que é a Essência da Subsistência de Deus que é impossível se separar porque é parte intrínseca Dele assim como era o Filho antes; que se mantinha unido ao Corpo do Pai até que Ele [Filho] foi manifestado na Glória externa do plano eterno da divindade plena de Deus.

O Espírito Santo é indivisível e inseparável de Deus e de Cristo, portanto Ele une o Pai ao Filho infinitamente. Primeiro ao Filho foi contemplado com a graça de externar–se do interior do corpo do Pai, mas, perpetuamente manter ligado a Ele pelo Espírito como um ser vivo, porém sempre uma parte do próprio corpo de Deus. Depois Pai e Filho criaram o homem. Portanto o homem foi predestinado por Deus para existir.

• João • 1 •  1 • No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus.

Quando Cristo teve que vir nascer na forma humana, o Pai recolheu o Espírito do Filho para o Seu interior e fez Ele se manifestar na forma humana no corpo da mulher. 

Se Cristo nascesse 100% homem e 100% Deus, Ele não poderia morrer porque a morte não teria autoridade sobre Ele.

Segundo: sendo Ele Deus, não haveria do Pai enviar o Espírito Santo sobre Ele quando foi batizado por João Batista.

Terceiro: o corpo da mulher não suportaria gera Lho no seu ventre.

Quarto: Ele não poderia se despir da sua glória, que será revelada ao mundo apenas na sua segunda vinda, quando Ele vier para governar a terra.

Estes são erros grotescos da teologia.    

Quando Ele retornou ao Céu ressurreto o Espírito Santo interligou lho novamente ao corpo do Pai. Esta foi a primeira, a maior e a principal definição de destino..

• João • 1 •  14 • E o Verbo se fez carne, e habitou entre nós, cheio de graça e de verdade; e vimos a sua glória, como a glória do unigênito do Pai.

Depois da existência o homem se desligou do Pai e se perdeu no mundo. Daí Deus anunciou que enviaria o seu Filho para trazer novamente o homem para o convívio intimo Ele como havia predeterminado.

Acredito que agora está sendo possível compreender melhor. Tanto o Filho como o seu semelhante estava antes, nos desígnios do coração de Deus.

Isto é predestino:

O que Deus diz do seu Filho?

• Mateus • 3 • 16 • E, sendo Jesus batizado, saiu logo da água, e eis que se abriram os céus, e viu o Espírito de Deus descendo como pomba e vindo sobre Ele.

• 17 • Em seguida, uma voz dos céus disse: “Este é meu Filho amado, em quem muito me agrado". 

O que João quis dizer sobre Jesus?

• I João • 1 •  1 • O que era desde o princípio, o que ouvimos, o que vimos com os nossos olhos, o que contemplamos e as nossas mãos apalparam, a respeito do Verbo da vida

Antes Ele era a parte do próprio Deus até que Ele ordenou que tivesse o seu próprio corpo, mas, o Espírito seria o mesmo do Pai.

Hebreus 1: diz:.

• 5 •  Pois a qual dos anjos disse jamais: Tu és meu Filho, eu hoje te gerei? E outra vez: Eu lhe serei Pai, e ele me será Filho?"

Enquanto que os anjos têm os seus corpos e espíritos individuais assim como os homens.

Quando disse no primeiro parágrafo que o destino é a simbiose, agora já é mais clara a definição do que é o destino.

De maneira sintetizada, o destino é o inicio de um processo de existência limitada e definida quando um ser vivente é enviado da estratosfera celeste para a região atmosférica do plano exterior da esfera terrestre na forma humana para um determinado fim.

Deus envia um ser; ele é gerado, adquire um corpo, uma alma e um espírito, vive determinado tempo, pratica diversos atos, cumpre certas metas, toma certas decisões, termina o labor, acaba o seu tempo, chega ao seu fim; abandona o corpo, vai para outra estratosfera não a de origem, e vai aguardar o destino final, onde vai continuar existir.

Sintetizando: o destino é tudo o que se desenvolve durante o período em que um “ser” vem de outra dimensão, é gerado humano, vive por um determinado tempo e depois deixa o corpo físico e retoma a sua forma original.

Cristo também experimentou esta metamorfose. Ele estava com Deus, nasceu e se tornou humano, viveu, morreu e voltou a ser Filho e Deus.

O destino Dele começou quando foi gerado e terminou com a morte do seu corpo provisório. Ele tinha um labor, nasceu para cumprir, consumou lho, morreu logo após e voltou a sua origem.

Para melhor compreensão sobre o que é o destino” leia:

Para exemplificar ainda mais:

•Jeremias • 1 • 5 Antes que eu te formasse no ventre te conheci, e antes que saísses da madre te santifiquei; às nações te dei por profeta.

Antes que eu te formasse no ventre; Era um ser vivo sem corpo;

te conheci; que Deus já conhecia,

e antes que saísses da madre;  que gerado antes de nascer

te santifiquei;  foi ungido

às nações te dei: pois estava predestinado

por profeta. para cumprir um destino.

Creio que está explicito o que é o destino.

O que é o destino afinal?

Leia acima primeiro o verso em itálico e grifado Agora leia somente o texto em negrito Não descobri nada já estava escrito.

Sobre o corpo:

O primeiro corpo foi criado da terra. Gênesis 2: 

• 7 • E formou o Senhor Deus o homem do pó da terra, [substancia] e soprou-lhe nas narinas o fôlego da vida [pneuma]; e o homem tornou-se alma [essência] vivente.o princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus. 

Porque Deus criou o corpo e qual é a sua importância? Ele foi criado para que a alma pudesse ter uma matéria para ela coabitar nele devido ela ser um ser vivo, porém, sem substancia ou massa corporal.

Ela pode manter se viva sem um corpo, mas, a corpo sem ela não vive.

Em concluindo sobre o que é o “destino” temos o exemplo de um “ser vivo”, que habita em algum ponto da estratosfera, que era conhecido por Deus, mas, não existia no mundo dos mortais.

Depois que Deus estabeleceu o seu destino Ele enviou aquele ser para ser gerado no corpo humano da mulher fecundado pelo homem para receber o nome de Jeremias e desenvolver o seu destino através da coabitação com o corpo humano.

Este ente” vivo teria que ser totalmente controlado por Deus?

Não. Ele é dinâmico, e não um elemento robotizado. O corpo que lho hospedou também tem a sua própria dinâmica e as vezes ambos conflitam entre si até que chega o tempo determinado para o ser vivo deixar o corpo.

• Ec • 12 •  7 • e o pó volte para a terra como o era, e o espírito volte a Deus que o deu.

• Sl • 146 •  4 • Sai-lhe o espírito, e ele [corpo] volta para a terra; naquele mesmo dia perecem os seus pensamentos.

A alma [essência corpórea] e o corpo [substância orgânica] tem suas necessidades e vontades, mas, algumas vontades do corpo quando realizadas são maléficas para a alma.

• Pedro • 2 •  11 • Amados, exorto-vos, como a peregrinos e forasteiros, que vos abstenhais das concupiscências da carne, as quais combatem contra a alma; [...].

As cobiças ou desejos do corpo conflitam em muitas ocasiões contra a alma, isto, a alma recusa muitas vontades que corpo deseja satisfazer. E o maior agravante nesta relação de conflitos é quando ao satisfazer o desejo da carne sendo ele abominável ele corrompe e contamina a própria alma.

Se segundos após [substância orgânica] cometer ou praticar algo impuro, a sua [essência corpórea] for retirada dele, ela se apresentará perante Deus, corrompida e assim permanecerá para sempre; porque na sua origem ela é pura quando foi enviada para coabitar com a substância, portanto ela luta contra o corpo para retornar como era antes na sua origem. Sintetizando sobre o corpo:

Portanto a [substância orgânica] formada por Deus do pó da terra é o corpo humano que após ter recebido soprou Dele nas narinas, fôlego da vida; e tornou-se o homem, o qual Ele chamou de ser vivente.

O ser vivente foi criado para trazer a alma do plano espiritual para este plano físico a fim de através do destino do homem, realizar os planos de Deus no mundo.

Sobre a Alma:

Note que não foi possível dissociar a alma quando pensamos sobre o pré-destino, o destino e o corpo.

Isto revela quão importante ela sobre os demais elementos, isto porque sem ela não há pré-destino, o destino e corpo. Tudo gera em torno da sua subsistência.

Podemos afirmar com toda convicção que ela subsiste diferente do corpo porque ele um dia foi criado, enquanto ela já existia no plano divino, porque o próprio Deus conhece lha, antes de envia lha para coabitar com a substância orgânica, o corpo.

Ainda sobre a alma não há muito mais o que descrever porque exploramos bem sobre ela nos primeiros parágrafos iniciais, porém sabemos que ela é uma partícula viva ou um ser vivo criado por próprio Deus; para vivificar a criação de Deus.

Penso eu, não é uma afirmação bíblica nem tenho base para isto, mas, pode ser que ela seja um ser vivo que Deus produzido para poder criar qualquer outro ser celeste como os habitantes celestiais e que Ele também usará para criar novos seres viventes humanos, até que se complete todo o plano da criação, depois do Juízo Final.

Penso ainda que isto possa ser provável porque depois que todos os corpos com as suas devidas almas forem julgadas, aqueles que forem aprovados irão adquirir a vida eterna e tomar posse da Nova Jerusalém que irá substituir esta terra; enquanto que o que forem reprovados serão lançados corpo e alma no lago de fogo e enxofre junto com o inferno, os demônios e os anjos que serão julgados por nós os santos e condenados por Deus, esta terra, sol, lua, céus e toda a constelação; porque o Reino Dele será formado por todos os santos e governado por Jesus Cristo por toda a eternidade.

Sendo assim, estes seres que deram origem aos humanos, pode ser transformados nos últimos habitantes celestes ou também pode ser convertido em poder para Ele mesmo!

Quanto a isto não pertence a nós queremos compreender.

Sintetizando sobre a alma:

Ela é um ser vivo criado por Deus, e que uma vez germinada em um corpo humano, nunca mais será possível ambos, dissocia lhos.

Se o corpo que ela coabitar não corrompe La, ela herdará a vida eterna e habitará na Nova Jerusalém que é o Planeta Santo criado por Deus que vai ocupar este espaço onde está a terra.

Se ela for corrompida, ou seja, quando o ser humano morrer em pecado ela será condenada junto com ele e lançados no abismo, o lago de fogo e enxofre que nuca se apagará, onde irá sofrer porque ambos coabitados estarão vivos por toda a eternidade e será assistido por Deus e pelos anjos para sempre. Ezequiel 18 4Todas as vidas são minhas, tanto a do pai como a do filho; e aquele que pecar é que deve pagar com a própria vida! [alma]. 

Nós éramos um destes seres antes de termos sidos gerados no corpo humano. Nosso corpo estará vivo enquanto ela, a [essência corpórea], ou seja, a nossa alma, coabitar com ele.

Quando ela receber a ordem de Deus para abandonar nosso corpo, ela irá para um lugar reservado, ou para aguardar o julgamento, a condenação final e morte eterna no lago de fogo, ou para antes habitar novamente este nosso corpo que será ressuscitado na primeira vinda de Cristo, exceto para aquele que estiver vivo neste dia, cuja esta [substância orgânica], será transformada em um corpo incorruptível, glorificado, santo, e superior as forças da natureza quando, haveremos de voltar com Cristo na segunda vinda para reinar com por 1000 anos aqui na terra dos ainda mortais.

Todo o pecado do corpo será atribuído para a alma, ou seja, não ela que peca, mas, sim o corpo, porém quando ele morre, ela levará consigo todos os atos e ações que o corpo praticou e por eles ela será julgada.

Por isto a Bíblia diz:

• Ezequiel • 18 •  4 • Eis que todas as almas são minhas; como o é a alma do pai, assim também a alma do filho é minha: a alma que pecar, essa morrerá.     

Concluindo:

Destino

Espiritualmente: é toda a extensão de uma vida humana a partir do nascimento até a morte; e que varia de pessoa por pessoa, originado da coabitação entre o a alma, o corpo e o espírito. O fim dele se dá quando o espírito é retirado, afastando assim temporariamente o corpo e a alma; cujo processo final também é individualmente diferenciado porque depende do estado como cada alma retornará para a sua origem, após afastar se do corpo.  

Naturalmente: Destino é a simbiose da natureza física e espiritual processada pela metamorfose orgânica e psíquica desde fertilização do embrião até a morte do gênero humano. Sintetizando: é o processo de transformação desde o nascimento à morte através da interação entre o corpo e a alma; ministrada pelo espírito [pneuma] - folego de vida ou ar.

O corpo: é a [substância orgânica] formada por Deus do pó da terra é o corpo humano que após ter recebido soprou Dele nas narinas, fôlego da vida; e tornou-se o homem, o qual Ele chamou de ser vivente. Diferente da alma , o corpo é totalmente desprovido de sentimentos, porém dotado de instintos que são impulsos naturais.  

A alma: A alma é uma essência corpórea viva, um corpo espiritual pré-existente, ou seja; ela é uma partícula viva imaterial que subsiste ante da formação biológica de um corpo humano através da fertilização.

Naturalmente: A Ela é um ser vivo criado por Deus, dotada de sentimentos e instintos supra elevado e que uma vez germinada em um corpo humano, nunca mais será possível dissocia lhos. Após a morte do corpo ela irá aguardar o julgamento, pelos atos e ações praticados pelo corpo.

Alerta: como não sabemos, dia, hora e minuto que a nossa alma se afastará do nosso corpo, temos que estar preparados para o momento desta eventual desagregação.

Quem já é ou for escolhido este preparo não dependerá dele, Cristo pode prepara lho em segundos e leva lho par Si após. Se assim não fosse os escolhidos também estariam sujeitos a condenação eterna.

Quanto aos que foram apenas chamados para a salvação, que são os que não se inclui no grupo dos escolhidos, estes deverão estar alertas. A alma dele será retirada subitamente como estiver no momento, e não haverá tempo para concertar se com Deus.

Reflita sobre o que a Bíblia diz a seguir:

• I Tessalonicenses • 5 •  23 • E o próprio Deus de paz vos santifique completamente; e o vosso espírito, e alma e corpo sejam plenamente conservados irrepreensíveis para a vinda de nosso Senhor Jesus Cristo.

E se perseverar conforme o verso acima leia a seguir:

• Apocalipse • 2 • 7 • Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas. Ao que vencer, dar-lhe-ei a comer da árvore da vida, que está no paraíso de Deus.

• 11 • Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas. O que vencer, de modo algum sofrerá o dado da segunda morte. 

• Apocalipse • 2 • 17 • Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas. Ao que vencer darei do maná escondido, e lhe darei uma pedra branca, e na pedra um novo nome escrito, o qual ninguém conhece senão aquele que o recebe.

• 26 • Ao que vencer, e ao que guardar as minhas obras até o fim, eu lhe darei autoridade sobre as nações,

• Apocalipse • 3 • 5 • O que vencer será assim vestido de vestes brancas, e de maneira nenhuma riscarei o seu nome do livro da vida; antes confessarei o seu nome diante de meu Pai e diante dos seus anjos. 

• 12 • A quem vencer, eu o farei coluna no templo do meu Deus, donde jamais sairá; e escreverei sobre ele o nome do meu Deus, e o nome da cidade do meu Deus, a nova Jerusalém, que desce do céu, da parte do meu Deus, e também o meu novo nome. 

• 21 •Ao que vencer, eu lhe concederei que se assente comigo no meu trono.

• Apocalipse • 6 • 2 • Olhei, e eis um cavalo branco; e o que estava montado nele tinha um arco; e foi-lhe dada uma coroa, e saiu vencendo, e para vencer. 

• Apocalipse • 21 • 7 • Aquele que vencer herdará estas coisas; e eu serei seu Deus, e ele será meu filho. 

Vale à pena! Cuidar do corpo é preservar o destino da alma.

 

 

Sincero Shalom!

Em Cristo.

Edição 15/10/2016 20:21: 21

Revisão 17/10/2016 20:37: 12 

Shalom.

Por Cornelio A.Dias  

 

"Feito perfeito, é imperfeito; como criação, o meu eu; natureza humana! C. A. Dias.

  

 

 

Comentários

 

 

Licença Creative Commons

O destino, o corpo e a alma: do Teologo Cornelio A.Dias está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição - Não Comercial - Sem Derivações 4.0 InternacionalBaseado no trabalho disponível em: http://oportaldateologia.no.comunidades.net/Podem estar disponíveis autorizações adicionais às concedidas no âmbito desta licença em oportal@oportaldateologia.org

newline oportal

 

Editoriais

As taças da ira de Deus  estão prestes a se derramarem sobre a terra! 

Quero fazer um breve relato sobre esta chamada em "Flash”, visto que não vejo a necessidade de escrever um artigo específico sobre o título, bem como também não vou citar referências bíblicas que corrobore com este assunto.

 

Os elementos ardendo  

em breve se fundirão!

Cuidado!

Um corpo terrestre, 

se chocará contra a terra e 

causará repentina destruição. 

 

Leia Mais imagem

 

A falsa doutrina do pré-tribulacionismo  

Qual biblicamente é a mais viável para você? A Meso-tribulação [Arrebatamento no meio da tribulação] ou a Pós-tribulação? [Arrebatamento depois da tribulação] Em qual delas acontecerá o Arrebatamento da Igreja! Será antes da tribulação? Reflita! Leia Mais  imagem

 

 

  Reflexão do O Portal

         2013

O oitavo Rei foi eleito.

A besta que era e já não é, é também o  oitavo rei, e é dos sete, e vai-se para a perdição Apocalipse cap. 17 - 11.

E o sangue de muitos inocentes ainda haverá de ser derramado.              

Guerreiros feridos são condecorados com Láureas de sangue.

Os soldados do Exército do Rei dos Reis, porém herdarão uma coroa de ouro, e a vida eterna.

A Nova Ordem Mundial está chegando e virá para cumprir o seu dever a rigor.

Quem quiser se livrar dela terá que aceitar a sua marca. 6 6 6 em troca da sua alma.

Revelação 13. 1 – Vi uma besta que saia do mar, [...] 2 [...] O dragão lhe deu seu poder, seu trono e grande autoridade.

4. Eles adorarão o dragão, porque dera a sua autoridade à besta [...] 7. Foi-lhe dado poder para guerrear contra o povo santo de Deus e derrotá-los.

10. “Se alguém há de ir para o cativeiro, para o cativeiro irá! Se alguém há de ser morto à espada, morto à espada haverá de ser!”

Yeshua.

 O ultimo, o Rei dos reis é o próximo, e está vindo, espere por Ele mesmo que  isto lhe custar a própria vida.

"Permaneça fiel até a morte, e Eu lhe darei a Vida como Coroa. Revelação 2.10.

Yeshua".

 

Leia o Artigo: O sétimo milênio e o fim da humanidade.

Oriente-se.

 

Por: Cornelio A.Dias

Março de 2013.

  

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 TAUEZEQ94_tsp.png

 

 

 

  Ler um   é:

Armazenar Informações;

Desenvolver a Intelectualidade;

Ampliar os Horizontes;

Compreender o Mundo;

Comunicar-se com o Próximo;

Escrever Corretamente;

Relacionar-se melhor com o Outro!

 Ler uma  é:

Armazenar Ensinamentos;

Desenvolver o Conhecimento;

Ampliar a Espiritualidade;

Compreender a DOUTRINA;

Comunicar-se com JESUS

Escrever a VERDADE;

Relacionar-se melhor com DEUS. 

IMAGEM TEXTO

Ore conosco ao som de belos louvores;

Chore aos pés feridos do Pai!

A tristeza logo passa, não demora.

Ele vos envolve e vos consola, 

Em seus braços, faz-vos descansar.

O Portal

Abra esta Porta de Meditação, Louvor e Oração,

clique aqui em:

Bíblia Online e Seleção de Louvores

e deixa Deus falar ao seu coração!

IMAGEM TEXTO

 

TAU_ORIGINAL_PORTAL.png  

 

 

 Leia Mais imagem 


Com: Paz seja convosco
Graça e Paz
A Paz do Senhor
Paz da parte... do Senhor
Paz de Deus
Shalom
Shalom Adonai
Bom dia; Boa Tarde; Boa Noite Irmão
Nenhuma da anteriores

Feedjit

 

Download

Descrição:

Bíblia Sagrada Digital

MediaFire – Down

 Jogo Show do Cristão

MediaFire – Down

 

topo