Translate this Page

Rating: 2.0/5 (3236 votos)




ONLINE
2




Partilhe esta Página





Busca OPortal

Clique⇒ mapa do site avançado
           Buscar no freefind

Email OPortal

 

oportal@oportaldateologia.org

cornelio.a.dias@oportaldateologia.org

 


https://files.comunidades.net/oportaldateologia/setad.gifÚltimas Edições

 

1. A emergente reascensão da escatologia. Leia

2. O que é o id 2020? O ID2020 é a Marca de Besta? Leia

3. As máscaras o covid-19 e a engenharia social Leia

4. Teoria da Conspiração e o humano QR-Code Leia

5. O Mundo pós-covid Projeto diabólico Leia

6. Como será a vida no futuro Leia

7. Admirável mundo novo Leia 

 


 

A santificação sob a perspectiva da bíblia-introdução: Aqui

 

 Edição em destaque

 

Parte Final

 

 

 

Leia

atualização de 31/12/2020  

Ychzek'el

 

9.  3 - 4

3: Então a Glória do começou a se levantar sobre o Keruv, desde onde ele estava até a entrada da casa.

Ele chamou o homem vestido com roupas de linho, o qual tinha equipamento de escribas em sua cintura. 

O Deus de Yisra'el começou a se levantar sobre o Keruv, desde onde ele estava até a entrada da casa. 

 

Ezequiel  

 

9.  4. 

Adonai lhe disse "Vá por toda a cidade, através de toda a Yerushalayim, e ponha uma marca em sua testa como a de um homem [Cristo] que está suspirando e chorando por todas as práticas odiosas que estão sendo cometidas ali".    


Mateus 24 e o Novo Templo Judaico
Mateus 24 e o Novo Templo Judaico

 

 

Mateus 24 e o Novo Templo Judaico

"Não vedes tudo isto? Em verdade vos digo que não ficará aqui pedra sobre pedra que não seja derrubada." [Mateus 24:2].


Para entendermos corretamente a pergunta feita pelo Senhor Jesus no versículo 2, temos de ver o contexto. Muitos de Seus discípulos eram da região da Galiléia e, portanto, eram vistos pelos habitantes de Jerusalém como "caipiras do interior em visita à capital"! Eles estavam maravilhados com o grandioso Templo, construído pelo rei Herodes para o povo judeu (como uma manobra política para ganhar a cooperação deles) e, em meio ao seu entusiasmo, queriam chamar a atenção do Senhor para o templo. Em outras palavras, a atitude ingênua deles foi: "Viu que linda construção?"

O que eles obviamente não perceberam é que, por causa de Sua divindade, o Senhor sabia o destino terrível que aguardava aquela "linda construção" no futuro. Foi por isso que Ele fez a pergunta retórica: "Não vedes tudo isto?" Em seguida, fez a seguinte declaração profética:

"Em verdade vos digo que não ficará aqui pedra sobre pedra que não seja derrubada." [Mateus 24:2b].

No ano 70, o general romano Tito sitiou Jerusalém, tomou a cidade e a destruiu. Dizem que durante o terrível ataque, madeira foi empilhada em volta do templo e então uma grande fogueira foi acesa. O calor foi tão intenso que as pedras foram esmiuçadas e os ornamentos de ouro derreteram, espalhando-se pelo chão — e então foram levados pelos soldados romanos como despojo da cidade. Mas, será que foi essa a destruição total e absoluta a que o Senhor se referiu?

A citação e a imagem abaixo foram tiradas da enciclopédia on-line Wikipedia:

(Visão frontal da maquete do Templo de Herodes, que está no Museu de Israel).

 

 

"O Templo de Herodes, em Jerusalém, foi uma enorme obra de expansão do Monte do Templo e a construção de um templo judaico completamente novo e ampliado, feita pelo rei Herodes, o Grande, por volta do ano 19. Embora o Segundo Templo tenha sido completamente removido e um novo 'terceiro' templo tenha sido construído em seu lugar, o Templo de Herodes não é tradicionalmente chamado de Terceiro Templo, porque os sacrifícios continuaram durante as obras de construção."

"O Templo foi destruído pelo Exército romano, sob o comando de Tito, durante o cerco de Jerusalém no ano 70. A narrativa completa mais antiga desse evento é a "Guerra Judaica", de Flávio Josefo. Posteriormente, governadores romanos e bizantinos usaram as ruínas para construir palácios, um templo a Júpiter, e uma igreja. Com a construção do Domo da Rocha, entre 687 e 691, as últimas ruínas do templo foram removidas."

"O edifício do templo ficava localizado, provavelmente, onde está hoje o Domo da Rocha. Os portões ficavam próximos da mesquita de Al-Aqsa." [Fim da citação; ênfase adicionada; tradução nossa].

A frase "entre 687 e 691, as últimas ruínas do templo foram removidas" foi sublinhada, porque estou convencido que a resposta do Senhor que "não ficará aqui pedra sobre pedra que não seja derrubada" antecipa um cumprimento total, sendo a destruição no ano 70 apenas uma precursora! Acredito nisso porque a ênfase está sobre o lugar ("aqui") — o Monte do Templo — e não nas pedras. Como ainda existiam ruínas do Templo, que não tinham sido removidas, até o início da construção do Domo da Rocha, para todos os fins práticos, as pedras usadas nas construções continuaram a ser colocadas 'uma sobre a outra' no Monte do Templo — onde permanecem até hoje.

No entanto, em algum ponto no futuro, Israel construirá outro Templo no mesmo lugar e que será destruído, juntamente com a cidade de Jerusalém, por uma inundação. A força devastadora de uma torrente d'água pode facilmente arrastar pedras que pesam várias toneladas! Então, após essa inundação, acredito que a profecia do Senhor, sobre as pedras do Templo, estará completamente cumprida:

"E depois das sessenta e duas semanas será cortado o Messias, mas não para si mesmo; e o povo do príncipe, que há de vir, destruirá a cidade e o santuário, e o seu fim será com uma inundação; e até ao fim haverá guerra; estão determinadas as assolações." [Daniel 9:26, ênfase adicionada].

Sei que a maioria dos comentaristas atribui essa destruição ao general romano Tito, no ano 70, mas a frase "e o seu fim será com uma inundação" parece estar conectada com uma profecia parecida em Apocalipse:

"E foram dadas à mulher duas asas de grande águia, para que voasse para o deserto, ao seu lugar, onde é sustentada por um tempo, e tempos, e metade de um tempo, fora da vista da serpente. E a serpente lançou da sua boca, atrás da mulher, água como um rio, para que pela corrente a fizesse arrebatar. E a terra ajudou a mulher; e a terra abriu a sua boca, e tragou o rio que o dragão lançara da sua boca." [Apocalipse 12:14-16, ênfase adicionada].

A "inundação" de Daniel 9:26 poderia muito bem ser uma descrição figurativa do exército romano tomando Jerusalém (como muitos interpretam), mas estou convencido que o texto se refere a uma inundação literal que destruirá o Templo na Tribulação.

Que o Templo judaico será reconstruído, durante a Tribulação, é confirmado em 2 Tessalonicenses e em Apocalipse:

"Ninguém de maneira alguma vos engane; porque não será assim sem que antes venha a apostasia, e se manifeste o homem do pecado, o filho da perdição, o qual se opõe, e se levanta contra tudo o que se chama Deus, ou se adora; de sorte que se assentará, como Deus, no templo de Deus, querendo parecer Deus." [2 Tessalonicenses 2:3-4; ênfase adicionada].

"E foi-me dada uma cana semelhante a uma vara; e chegou o anjo, e disse: Levanta-te, e mede o templo de Deus, e o altar, e os que nele adoram." [Apocalipse 11:1].

Mas voltando à questão sobre uma inundação destruir Jerusalém e o Templo, a princípio minha reação foi de dúvida. Afinal, como uma inundação destruiria uma cidade que está a 700 metros acima do nível do mar e que não tem uma quantidade de água considerável por perto? É claro que Satanás, usando seu poder sobrenatural, poderia causar tal destruição, mas pesquisando na Internet se isso era teoricamente possível, de uma perspectiva puramente humana, encontrei o seguinte:

A Nova Enciclopédia de Conhecimento Religioso Schaff-Herzog, (http://www.ccel.org/s/schaff/encyc/encyc06/htm/TOC.htm) diz o seguinte sobre a topografia de Jerusalém:

"O terreno sobre o qual Jerusalém está situada é formado por um platô, que se estende para o sul, das serras palestinas, e que em várias altitudes é cortado por vales. O cume das serras, ou divisor de águas, fica a oeste da cidade, e a superfície sobre a qual a cidade está construída declina para o leste e para o sul, e no sul e sudeste ela afunda abruptamente em vales profundos. O divisor de águas, a noroeste e norte da cidade, chega à altura de 815 metros acima do Mediterrâneo; o ponto mais baixo da moderna Jerusalém fica em uma elevação de 719 metros;enquanto toda a cidade está em uma altitude mais baixa em relação à região ao redor... A descrição anterior mostra que a drenagem da região é do norte para o sul, ou do noroeste para o sudeste. Embora o divisor de águas esteja a uma altura de 815 metros, a união dos vales do Cedrom e Hinom está somente a 630 metros acima do Mediterrâneo; portanto, não há mistura de água doce com salgada nos ribeiros que correm por esses vales durante a estação chuvosa. Parte da drenagem é subterrânea. A região montanhosa da Palestina é pobre em água, e expressões como "o ribeiro Cedrom" podem dar uma falsa impressão, se não for esclarecido que "ribeiro" significa nada mais que a palavra árabe "wadi", um canal natural de drenagem para as águas da estação chuvosa, e que fica seco no resto do ano, exceto perto da primavera. Nas partes elevadas e baixas, os vales são cultiváveis; entre a cidade e o Monte das Oliveiras, o solo do vale é estéril. No Cedrom, águas correm apenas durante fortes chuvas ou quando há um rápido derretimento do gelo de fortes nevascas." [Fim da citação, ênfase adicionada].

Então, no site "Torah on the Web" temos os seguintes comentários sobre a topografia do vale do Cedrom:

The Israel Koschitzky Virtual Beit Midrash (http://vbm-torah.org/archive/yeru/13yeru.htm)

O Vale do Cedrom

 

A. Percurso

 

"Este vale começa no norte da Cidade Velha, na região da caverna de Shimon ha-Tzaddik, e continua para o leste e sudeste, via Wadi Joz. Dali, ele continua pelo sul, com o Monte das Oliveiras ao leste e o Monte Moriá ao oeste, e então para o leste da Cidade de Davi e a oeste da vila de Silwan, e continua a sudeste via Ein Rogel, até o Mar Morto." [Fim da citação, ênfase adicionada].

E ainda temos a seguinte descrição do Vale do Cedrom, de um artigo da Wikipedia:

"Uma efêmera torrente de água corre por ele, com enchentes ocasionais nos meses chuvosos de inverno... O Vale do Cedrom fica ao lado da muralha oriental da Cidade Velha de Jerusalém, separando o Monte do Templo do Monte das Oliveiras..." [ênfase adicionada; tradução nossa].

Destarte, podemos concluir que Jerusalém estaria bem na "mira", se uma grande inundação ocorresse, causada pela chuva ou derretimento da neve, ou uma combinação de ambas nas elevações que dividem as águas ao oeste e ao norte da cidade. Além disso, é importante observar que a água poderia escoar para o Mar Morto, pois a antiga cidade de Petra está a aproximadamente 80 km ao sul e no caminho que a "mulher" (os eleitos de Deus dentre o povo de Israel durante a Tribulação) percorria, se estivesse desesperadamente tentando chegar ali — muitos acreditam que Petra será o refúgio no deserto, aonde a mulher se esconderá. Uma vez que as praias do Mar Morto são o ponto mais baixo da Terra (420 metros abaixo do nível do mar), essa poderia ser a "terra que abriu sua boca", na passagem de Apocalipse 12, para engolir as águas.

Sou da opinião que todos os eventos registrados em Mateus 24 e Lucas 21 acontecem durante o Período da Tribulação — embora Mateus 24:4-7 e Lucas 21:8-11 já sejam realidade nos dias em que vivemos. Mas todos esses eventos são o resultado inevitável da natureza humana pecaminosa e continuarão a existir após o arrebatamento da igreja. Ademais, o Senhor diz que eles são o "princípio das dores" (Mateus 24:8). A palavra grega traduzida como "dores" é odin e pode se referir às dores de parto sentidas por uma mulher durante o nascimento de um bebê. As dores começam devagar e então ficam mais freqüentes e mais intensas. Vemos esse mesmo tipo de freqüência e intensidade demonstradas em Apocalipse, à medida que os julgamentos de Deus são derramados sobre o mundo.

Atribuir partes de Mateus 24 e Lucas 21 aos tempos em que vivemos agora tem causado alguns erros doutrinários de interpretação:

"Mas aquele que perseverar até ao fim será salvo."[Mateus 24:13].

Isso se refere àqueles que conseguirem sobreviver ao período da Tribulação, incluindo salvos e perdidos, conforme evidenciado pelo fato que o Senhor Jesus separará as ovelhas dos bodes antes do início do Reino Milenar (Mateus 25:33). Mas muitos tropeçam nesse verso, porque acham que precisam "perseverar até ao fim" para garantir a salvação. Embora os crentes tenham de perseverar na fé (e, se forem genuínos, eles irão perseverar), nossa salvação não depende de maneira nenhuma em "perseverar". Deus nos sustenta e não o contrário!

"E este evangelho do reino será pregado em todo o mundo, em testemunho a todas as nações, e então virá o fim." [Mateus 24:14].

Alguns usam esse texto para se referir ao evangelho da graça que está sendo pregado hoje, mas não é isso que o texto diz. Observe que o Senhor disse que o "evangelho do reino" será pregado. Em outras palavras, esse é o mesmo evangelho que foi pregado pelo Senhor Jesus e por Seus discípulos antes de Sua crucificação e ressurreição: "Arrependei-vos, porque é chegado o reino dos céus." O Reino Milenar foi oferecido a Israel naquele tempo, mas Israel rejeitou. Mas o mesmo evangelho será pregado novamente, durante a Tribulação. Neste meio tempo, os cristãos que estão vivendo na presente Época da Igreja devem pregar o evangelho da graça de Deus, não o evangelho do reino.

"Mas daquele dia e hora ninguém sabe, nem os anjos do céu, mas unicamente meu Pai." [Mateus 24:36].

As pessoas continuam interpretando esse verso como se ninguém pudesse saber o "dia e a hora" do arrebatamento. Considerando-se o contexto, esse versículo é uma referência clara à segunda vinda de Cristo. Ninguém saberá a hora, porque Deus abreviará os últimos dias da Grande Tribulação (Mateus 24:22) e apenas Ele saberá o número exato de dias. Além disso, os judeus estarão tão ocupados tentando salvar suas vidas que não estarão esperando a vinda de seu Messias:

"E, se aqueles dias não fossem abreviados, nenhuma carne se salvaria; mas por causa dos escolhidos serão abreviados aqueles dias." [Mateus 24:22].

"Por isso, estai vós apercebidos também; porque o Filho do homem há de vir à hora em que não penseis."[Mateus 24:44].

Podemos saber o "dia e a hora" (mas talvez não o ano exato) do arrebatamento? Seja você o juiz:

"Mas vós, irmãos, já não estais em trevas, para que aquele dia vos surpreenda como um ladrão." [1 Tessalonicenses 5:4].

Todos os anos, em setembro/outubro, eu realmente fico ansioso conforme a festa judaica do Rosh Hashanah — a "Festa das Trombetas" — se aproxima. Por quê? Porque estou convencido que quando o arrebatamento acontecer, será no último dia dessa festa, uma vez que os rabinos judeus de todo o mundo tocam um último, longo e distinto sonido em seus "shofares" (trombetas feitas com os chifres do carneiro).

"Eis aqui vos digo um mistério: Na verdade, nem todos dormiremos, mas todos seremos transformados; Num momento, num abrir e fechar de olhos, ante a última trombeta; porque a trombeta soará, e os mortos ressuscitarão incorruptíveis, e nós seremos transformados." [1 Coríntios 15:51-52, ênfase adicionada].

A propósito, o Rosh Hashanah neste ano de 2016 será celebrado em 3 de outubro. Será se nos encontraremos nos ares nesse dia? Espero que sim!!



Se você nunca colocou sua confiança em Jesus Cristo como Salvador, mas entendeu que ele é real e que o fim dos tempos está próximo, e quer receber o Dom Gratuito da Vida Eterna, pode fazer isso agora, na privacidade do seu lar. Após confiar em Jesus Cristo como seu Salvador, você nasce de novo espiritualmente e passa a ter a certeza da vida eterna nos céus, como se já estivesse lá. Assim, pode ter a certeza de que o Reino do Anticristo não o tocará espiritualmente. Se quiser saber como nascer de novo, vá para nossa Página da Salvação agora.

Esperamos que este ministério seja uma bênção em sua vida. Nosso propósito é educar e advertir as pessoas, para que vejam a vindoura Nova Ordem Mundial, o Reino do Anticristo, nas notícias do dia-a-dia.

 

Que Deus o abençoe.

 

Autor: Pr. Ron Riffe
Tradução: Marcelo N. Motta.

http://www.espada.eti.br/p305.asp

 

 

 

 

 

 

 

Comentários

newline oportal

is lidas 2021-22

1. A Porta da Salvação. Leia

2. O Pão nosso de cada dia. Leia

3. Televisão: O olho mágico da besta. Leia

4. O que é heresia? Leia

5. Tecnologia 5G e o olho que tudo Vê. Leia

6. A era da sociedade charagma. Leia

7. Plano dos Illuminati rumo a Nova Ordem Mundial.  Leia

8. A chegada não reconhecida do falso profeta. Leia

9. Nova Ordem Mundial conforme a Bíblia. Leia

10. O que é o Anticristo? Quem será Ele? Leia

11. O anticristo conforme a bíblia. Leia

12. Como será a vida no futuro: Leia

Destaque OPortal

A chamada no gif abaixo visa alertar sobre um grave evento que vai acontecer:

São elementos ardentes que se fundirão sobre terra: Cuidado!

Os corpos celestes explodirão sobre a atmosfera e cairá sobre a terra como chuva de pedras fogueadas. Haverá terrível destruição.

Tema Central d'OPortal

Leia

A falsa doutrina da pré-tribulação

Link

Questione-se: 

Conforme cita a bíblia qual é das doutrinas a que julga ser a mais viável pra você  biblicamente? 

Mezo-tribulação 

A Igreja será arrebatada ou não no meio da tribulação?

Pós-tribulação   

Em qual delas a Igreja de Cristo vai ser elevada?

Pré-tribulação  

A Igreja ela não verá este juízo que  virá sobre a face da  terra.

Qual é a certeza de que não vai estar aqui neste dia mais terrível da humanidade ?

Reflexão 

O Portal

 texto flutuante

  

       


Reflexão!

2013 - 2022

O oitavo rei

A besta do mar conforme Ef: 6 - 11 - 13.

faz referência às duas hierarquias do mal que domina o mundo físico e espiritual desde a origem do pecado no Éden. São eles os “Principados” que são as ordens celestiais malignas superiores constituídas por demônios de todas as hierarquias ou seja; é uma casta formada pelos seres que eram angelicais e foram lançados na terra quando o querubim Lúcifer intentou usurpar o trono de Deus; eles são miríades ou legiões enquanto que as "Potestades" são classes humanas de Governantes que governam os países do mundo sob o domínio secular de controle espiritual total do demônio; como por exemplo o falso profeta que é a besta do mar e o anticristo a besta da terra e os demais reis tirânicos existentes!

O sangue inocente "do cristão" ainda terá que ser derramado até que o último fiel seja morto na terra por servir a Deus em Jesus Cristo conforme registra

Apocalipse 6:9-11: que diz:

9: E, havendo aberto o quinto selo, vi debaixo do altar as almas dos que foram mortos por amor da palavra de Deus e por amor do testemunho que deram.

10: E clamavam com grande voz, dizendo: Até quando, ó verdadeiro e santo Dominador, não julgas e vingas o nosso sangue dos que habitam sobre a terra?

11: E foram dadas a cada um compridas vestes brancas e foi-lhes dito que repousassem ainda um pouco de tempo, até que também se completasse o número de seus conservos e seus irmãos, que hão de serem mortos eles como eles foram.

São soldados do Rei dos Reis todos aqueles que pela sua fé em Cristo forem perseguidos e mortos no mundo pelo exército de satanás nesta antiga batalha espiritual entre o bem e o mal; por não se prostrarem diante das potestades da terra prestando lhes adoração e submissão total as suas leis, que são: 2 Coríntios 4: 4!

Os fiéis são os guerreiros que serão presos; feridos ou mortos nesta guerra espiritual secular que virá com força total sobre a terra contra os soldados do Deus altíssimo.

Os que forem mortos; estes não vão ser laureados com medalhas de sangue como fazem os exércitos seculares; "nós" os que provarmos o dano da primeira morte na terra; vamos receber uma Coroa de Glória com os nossos nomes gravados nelas e reinaremos com Cristo por toda a eternidade; na Nova Jerusalém que descerá do céu e ocupará o espaço desta terra pois ela será lançada no lago de fogo e enxofre no Juízo Final após o governo milenar de Cristo aqui no mundo; por toda eternidade!

A Nova Ordem Mundial através do Falso Profeta já está em plena e intensa atividade e teve inicio em 2013 cumprindo seu dever a rigor. A sua marca já está sendo aceita é voluntariamente por muitos nos países no mundo e já estamos no tempo em ela vai ser obrigatória para todos!

E quem quiser livrar-se "desta lei que será a pior perseguição que já houve terá que aceitar a marca para poder comprar ou vender e ter a liberdade em troca pela sua alma!

Revelação 13. 1 – E vi uma besta que saia do mar, [...] 2 [...] O dragão lhe deu seu poder, seu trono e grande autoridade.

4. Eles adorarão o dragão, porque dera a sua autoridade à besta [...] Foi-lhe dado poder para guerrear contra o povo santo de Deus e derrotá-los.

10. Se alguém há de ir para o cativeiro, para o cativeiro irá! Se alguém há de ser morto à espada, morto à espada haverá de ser!”“.

O oitavo rei ele é a besta do mar o falso profeta do em Apocalipse 18:2 que assumiu o trono da perdição em 2013 cujo; é a Babilônia “espiritual”. O número que ele simboliza é o: 6 6 6.

O ultimo, o Rei dos reis é o próximo, e está vindo, espere por Ele mesmo que isto venha lhe custar à sua própria vida.

Oriente-se.

Março de 2013 ⇔ 2022

Por:Cornelio A.Dias

Março de 2013. 2022

 https://www.dailymotion.com/video/x6e2rcw

 https://www.dailymotion.com/oportaldateologia

Pré-tribulação

O futuro do mundo

Nas Mãos Do Governo

Documentário 

Aqui

Pré-tribulação

Aqui

Abra esta Porta de Meditação, Louvor e Oração,

 

 

Clique aqui em:

 

 

Bíblia Online e Seleção de Louvores

 

TAU_ORIGINAL_PORTAL.png  

 

 

 

IMAGEM TEXTO