Translate this Page
Arrebatamento
Você acha que o Arrebatamento da Igreja será:
No meio da Tribulação
Depois da Tribulação?
Durante a Tribulação
Antes da Tribulação?
Não sei responder!
Ver Resultados


Rating: 2.1/5 (360 votos)




ONLINE
4




Partilhe este Site...





O Portal da Teologia 

Indice Mapa do Site Avançado
Busca O Portal

 Ychzek'el [Ezequiel] 9.3-4

O PORTAL DA TEOLOGIA

A marca de Cristo. 

3. Então a Glória do Deus de Yisra'el começou a se levantar sobre o keruv, desde onde ele estava até a entrada da casa. Ele chamou o homem vestido com roupas de linho, o qual tinha equipamento de escribas em sua cintura

4. Adonai lhe disse: "Vá por toda a cidade, através de toda a Yerushalayim, e ponha uma marca em sua testa como a de um homem [Cristo] que está suspirando e chorando por todas as práticas odiosas que estão sendo cometidas ali".  

 Atenção: O Arrebatamento da Irmã Vilma - Assista aqui em [Vídeos e Nova Era] Cuidado com a sua Alma! 

 

Graça e Paz em Cristo → A todos os Leitores → Sejam bem vindos → No nome de Jesus!  Comentem os artigos → Iniciem discussões sobre os temas → O Moderador. 06.04.2014 

 
OPorTAU.png

Atualize o seu navegador - novo domínio 

http://www.oportaldateologia.org/ 

O Portal:

 

 

oportal@oportaldateologia.org 

cliqueimagem 

OPorTAU.png 

Pedido de Oração  

 

Por Gospel+ - Biblia Online

 

 

 


O Portal da Teologia autoriza a republicação de todos os artigos do site na íntegra, desde que cite a fonte de origem.  


Devemos Jejuar? Quando?
Devemos Jejuar? Quando?

Tudo se torna possível ao que [... ora... vigia... crê...] Jejua. 

Se basta crer para que através da fé tudo se torne possível, então porque devemos jejuar?

Este é um viés generalizado onde o ato gera o fato. Por este prisma o exercício produz o resultado, sem, porém ou questionamento, e muito fácil tudo seria se fosse assim, porque todo o querer e o desejar seriam realizados sem a necessidade de ter fé ou crer!

Este pressuposto acima pode indicar que somos merecedores de tudo, e que Deus está de prontidão para fazer as nossas vontades tornarem-se realidades, sendo que de modo algum isto é verdade; exceto a de que, o único merecimento que temos é da misericórdia [dó - comiseração] de Deus por nós, sem a qual estamos fadados a sucumbir no fracasso, falidos em nossas próprias consequências.

Precisamos de tudo e dependemos de tudo, esta deve ser a nossa posição diante de Deus, e quando nos entregamos às mãos poderosas Dele, ai vemos tudo o que não era possível, acontecer, porque é na submissão plena que Deus se revela em nós; e sabendo-se que tudo nos torna possível quando estamos totalmente na sua dependência, e se por Ele tudo se viabiliza, então; devemos jejuar?

Quando! Não. Nunca.

O jejum não é um sacrifício é uma renúncia contra nós e por nós mesmos, este é o jejum, o exercício pessoal onde denunciamos a nossa incapacidade e passamos a ter dó de nós mesmos, por não sermos eficientes e suficientes.

É um gesto consciente de dependências daquele que pode tudo, e que por Ele tudo nos é possível.

Seria o mesmo que perguntar: devemos adorar a Deus? Quando?

Dever é obrigação. E Deus não nos impõe obrigações.

Tem que ser uma manifestação voluntaria do nosso querer, do desejar, do sentir, da iniciativa própria, por opção e finalmente por prazer.

Portanto, precisamos jejuar, porque jejuar é necessário, isto é racional, ser habitual e constante, sem que haja motivos terceiros e específicos para a sua praticidade e celebração, porque sempre haverá um motivo, razão ou circunstância para que esta devoção seja intrínseca a nossa natureza falível, e este motivo, é a propensão ao pecado.

O ato do jejum é a fato da fé. É o exercício e o resultado. É a prova e o comprovante, ou seja, a demonstração e a justificação.

O ato do jejum era para ser algo pratico e natural ao homem devido a sua carência e dependência constante, independente do gênero e do grau que ocupa na sociedade, visto que ele não se distingue dos demais perante Deus, mesmo que a sua posição constituída seja permitida por Ele, e como é, porque nada se constitui sem ela.

Veja um clássico exemplo disto nesta referência como se segue:

▶II Crônicas 20 • 3 Então Jeosafá teve medo, e pôs-se a buscar ao Senhor, e apregoou jejum em todo o Judá.

15 Assim vos diz o Senhor: Não temais, nem vos assusteis por causa desta grande multidão, porque a peleja não é vossa, mas de Deus.

▶29 Respondeu-lhes: Esta casta não sai de modo algum, salvo à força de oração [e jejum.]

Era homem poderoso e não estava sozinho, mas, sentiu que não seria suficiente ou eficiente naquela empreitada fatal, reconheceu a sua fabilidade, não hesitou em se socorrer com quem lhe poderia ser eficaz, quando a sua capacidade estava comprometida; sem pestanejar quanto ao seu status social, ele decidiu confiar, e por a sua fé em uma força acima da sua para não experimentar o dissabor do caos.

A vaidade do ego foi vencida pela fé. O sentimento de homem carente que era abateu sobre ele e fez a sua humildade aflorar para destilar sobre si o lampejo da glória, onde a fraqueza foi à força do fraco e a força a fraqueza dos fortes. A força se rendeu a fraqueza, e o fraco jubilou sobre o forte. Este é um dos mistérios do jejum. O que não pode ser, é o que é!

Jeosafá cujo nome significa “Jeová É Juiz”, deixou a sua condição de Rei para estabelecer Jeová na posição de comandante de Judá, e quando ele assim o fez, Jeová outorgou para Si o controle, e disse que aquela guerra então se tornara Dele.

A necessidade que fez o Rei recorrer ao recurso infalível da fé foi o medo e a certeza de fracassar, daí então a sua humildade foi compensada de êxito porque ele reconheceu a sua fragilidade e substitui-a, pela eficácia do poder da fé. Ele convocou todo o povo e junto com ele celebrou uma oferta de jejum a Jeová que prontamente aceitou e retribuiu com a sua infalível ajuda.

Todas as nossas guerras devem ser desafiadas pelo jejum.

É mui necessário jejuar o tempo todo, por todo o tempo.

Todas as nossas orações devem ser revestidas pelo jejum.

▶Marcos 9. 8 Respondeu-lhes: Esta casta não sai de modo algum, salvo à força de oração [e jejum.] 

▶20 Então lho trouxeram; e quando ele viu a Jesus, o espírito imediatamente o convulsionou; e o endemoninhado, caindo por terra, revolvia-se espumando.

▶21 E perguntou Jesus ao pai dele: Há quanto tempo sucede-lhe isto? Respondeu ele: Desde a infância.

▶25 E Jesus, vendo que a multidão, correndo, se aglomerava, repreendeu o espírito imundo, dizendo: Espírito mudo e surdo, eu te ordeno: Sai dele, e nunca mais entres nele.

▶26 E ele, gritando, e agitando-o muito, saiu; e ficou o menino como morto, de modo que a maior parte dizia: Morreu.

▶27 Mas Jesus, tomando-o pela mão, o ergueu; e ele ficou em pé.

▶28 E quando entrou em casa, seus discípulos lhe perguntaram à parte: Por que não pudemos nós expulsá-lo?

▶29 Respondeu-lhes: Esta casta não sai de modo algum, salvo à força de oração [e jejum.] 

Veja que excelente exemplo e incentivo espiritual Jesus deu aos seus discípulos, e extensivo também a nós, até os dias futuros!

O espírito imundo sabia que Ele era o Cristo, mas, não foi somente por este motivo que ele temeu e tremeu, sim porque Jesus jejuava.Como Ele havia se despido de toda a sua glória [poder], sentia a necessidade e a importância de jejuar, e naquela ocasião o jejum se transformou em poder este que emana energia quando combinado com a oração.

Quando Jesus disse que aquela casta não sai de modo algum, Ele estava dizendo exatamente isto, no sentido literal, contra uma força implacável, somente uma força superior a ela para combatê-la; e nos exemplos acima citados, tanto no caso do Rei como no caso do doente neurológico, [psico-espiritual] o jejum foi transformado em força gerou o poder.

Em muitos casos de distúrbios neurológicos, a causa de a doença ser espiritual e não patológica é nove para cada dez, visto que a medicina não consegue descobrir as causas e as origens de certas enfermidades cerebrais, ao passo que, quando oramos por alguém com algum tipo de enfermidade esquizofrênicas com estas características, logo alguns espíritos manifestam-se nos pacientes.

E quando isto acontece, a diferença entre aquele que sim daquele que não; jejua, é eminente, aquele que não, passa por apuro e acaba por fracassar diante da pessoa possuída, por não ter autoridade oriunda do poder do Espírito Santo através do jejum para ordenar a libertação da pessoa possessa.

E a possessão demoníaca é uma realidade presente durante os séculos até o presente, e ela atinge todas as pessoas indiferentes das suas origens, etnias, classes ou clãs, e estes espíritos agem de forma a escravizar uma vitima a mais infame miséria social, espiritual e moral, enquanto que na outra classe, escraviza as elites globais dando lhes mais riquezas e poder, para agravar ainda mais o estado miserável dos pobres e possessos.

Porque as famosas Sociedades Secretas como a maçonaria, o illuminati e outras do ramo do ocultismo-satânico e esotérico-filosófico, tem conseguido tamanho êxito durante as suas existências?

Estas castas são cultivadas e cultuadas dentro dos Castelos onde as elites políticas mundiais dominantes determinam o curso da historia do [gado], povo, que não faz parte destas famílias predestinadamente poderosas que governam o mundo. Quem estas elites podem afetar diretamente através do poder que elas possuem e delas emanam? Todos, exceto aqueles poucos que ora e jejua como quem pratica uma modalidade de esporte ou arte por paixão, talento ou dom.

Contra estes poucos; as forças infernais do derrotado, jah-bul-on, baphomet, lúcifer, ou simplesmente, satanás, a antiga serpente, desvanecem diante do TODO PODEROSO YAHWEH.

Por isto quem jejua, antes por celebração a Deus e depois por misericórdia própria, alcança o favor do Senhor, este está sempre um passo adiante dos demais que não, porque a força das potestades nas regiões celestes não lhe pode afetar.

Foi como plagio desta fonte de energia espiritual vinda diretamente do céu ao coração daquele que teme a Deus, que se criou no interior do inferno através do ministério do engano, a prática fraudulenta do exorcismo, que é muito comum nas seitas e religiões onde o Espírito Santo, não está presente porque o Yahweh dos judeus e cristãos não é o Deus Supremo.

Como nesta vida em que tudo se falsifica; nada se cria e tudo se copia, o governo das trevas cria réplicas do governo da luz, surpreendente com uma perfeição invejável, que somente pode ser identificado pelo olho espiritualmente nú daquele que detém o poder divino, por Deus lhe concedido através da oração e do jejum porque celebra ao Deus verdadeiro, Yahweh; estes poucos são os eleitos ou predestinados para salvação.

O diabo não consegue enganar os escolhidos, pasme-se disto, você que não sabe, portanto fique sabendo, faça um retrospecto da sua vida espiritual e tente descobrir como secularmente você foi enganado como uma presa fácil e indefesa diante das mirabolantes peripécias do diabo. Sabemos que são através dos hábitos e costumes do cotidiano e a da cultura em que se está inserido, é que ele usa para criar um conflito entre você e Deus.

Costumamos pensar que o pecado que pode comprometer a salvação da alma, são aqueles mais graves e vultosos quase a beira de atitudes criminosas, mero engano, o enganador é astuto e ardiloso, de repente você pode estar se afastando de Deus, simplesmente pelos trajes que usa para dormir.

Acredite se for capaz.Isto é de suma importância, porque quando você está em pleno estagio pecaminoso, jejuar e orar se torna algo fora de cogitação, porque a sua alma está tão contagiada que ela recusa qualquer terapia por mais simples que seja. Ela se torna resistente e relutante quanto à presença do Espírito Santo ao tentar se aproximar da sua alma.

Este estágio conforme a gravidade que ele atinge, permite que o corpo demonstre fisicamente que algo não está bem em você, e são muitos os que estão procurando terapias, mesmo sem identificar o mal que lhe está acometendo.

Quer um exemplo, um cristão com uma saúde excelente de repente torna-se paciente de algum mal incurável, como a diabetes, a leucemia e outras enfermidades fora de controle da medicina.

Digo isto com experiência em acompanhar pessoas cristãs com uma conduta espiritual leviana, e não muito tempo depois ela apresenta sintomas de doenças gravíssimas. Já vi caso de Deus não aceitar sequer que oremos por determinada pessoa, visto que ela ultrapassou os limites toleráveis para uma pessoa cristã e membro do corpo da igreja.

Aqui um excelente exemplo de discrepância.É comum nos dias de hoje, as igrejas transmitirem diretamente da lente da câmera televisiva estes rituais de exorcismos, onde os pseudo-pastores através do charlatanismo e da colaboração dos próprios espíritos imundos incubados em suas vitimas, promovem as suas seções de descarrego [tirar a sobre carga, [excesso], a título de libertação, através das falcatruas do reino das trevas, onde as pessoas que visam apenas os seus interesses seculares são presas frágeis submetidas ao domínio da própria vaidade, por conta do pecado e da ganância que lhes são oferecidas gratuitamente pelo deus deste mundo.

Por isto não é importante haver um motivo ou fim especifico para celebrar um jejum; jejue pela própria comiseração, gratidão, como oferta e libação, mas, se não for o caso, que seja feito pelo propósito especifico. Neste ultimo caso, jejue por problemas difíceis ou impossíveis, por você ou por pessoas oprimidas por qualquer malefício espiritual ou secular [físicos e demais], porque o efeito do jejum é insuperável, e toca o coração de Deus, também porque quando se jejua automaticamente você ora, antes de iniciar e depois ao entregar o dote aquele que detém todo o poder tanto no céu como na terra.

O jejum produz um crescimento espiritual tal qual o complexo vitamínico produz e desenvolvimento do latente à fase adulta, ele desenvolve todos os setores da vida daquele que celebra, tente esta experiência e relate o resultado positivo obtido.

Somente nunca ouse jejuar contra a vida ou contra uma pessoa por motivos negativos, ou fins contrario ao bem, porque Deus não recebe celebração que imita a bruxaria, e depois porque Ele nunca tenta qualquer associação com o deus deste mundo ou simula; pelo contrario é o que sucede desde o principio.

É importante sempre jejuar com o propósito de apenas agradecer. Temos o habito de orar sempre pedindo, mas, raramente agradecendo, nunca estamos dispostos a dizer: Obrigado Yahweh por ter oferecido o seu único filho como sacrifício pela minha alma, da mesma forma como nunca agradecemos ao próprio Jesus por ter se oferecido como sacrifício santo e agradável ao Pai para nos reconciliar com Ele eternamente numa aliança mediada pelo o seu próprio sangue vertido e vida expirada numa cruz!

Faça como Jó que quando começou a orar para Deus curar os seus amigos, Deus lhe curou da lepra. Jejue em favor de alguém muito necessitado sempre quando tiver celebrado em seu próprio favor, porque é dando que se recebe, é fazendo que ser lhe a feito, e que esta celebração venha fazer parte da sua cultura religiosa.

Muitas vezes estamos querendo nos livrar de algo que nos oprime a alma porque aborrece o Espírito de Deus de tal forma que Ele não consegue habitar em nossa vida, corpo e alma; porque o nosso corpo é que é verdadeiro templo onde Deus e o Seu Espírito habitam; e nunca conseguimos; por não termos força suficiente para combater este mal, e nos frustramos como cristãos.

Um exemplo disto é uma tecnologia moderna chamada televisão, [tira-visão]. Não há algo mais maléfico na vida de um cristão, que este aparelho dentro do seu lar, porque ele é a porta aberta para o inferno, por onde entra tudo o que é diabólico no seu lar através de todas as legiões de demônios que trabalha para a destruição da família em todos os seus segmentos, iniciando pela vida espiritual.

O demônio canaliza total a sua energia destrutiva contra a vida de todos no ambiente em que ela se hospeda, onde primeiro ele cega a visão espiritual de todos, depois ela [televisão] através dele [demônio] começa um processo de autodestruição lento e quase imperceptível, porque, o Espírito Santo, perde o seu campo de atuação na vida de cada um, e quando substituído no lar pelo trono do inferno, Ele educadamente se retira e vai à procura de outra porta que lhe abra espontaneamente.

Já fui estigmatizado como religioso alienado [louco/insano espiritual] por afirmar certa vez isto quando dirigi um conselho pessoal para uma pessoa, cuja, tempos depois ela viveu uma experiência escabrosa, tendo até dificuldade em destruir o aparelho em si que aparentava estar possuído de vida própria auto-indestrutível até por uma de de bomba bilhões de megatons capaz de demolir um país inteiro; e somente consegui fazê-lo após orar e pedir perdão à que Deus para que lhe ajudasse a detonar aquele estopim satânico espiritual e secular.

Você que está lendo este artigo poderá pensar a respeito, sobre o que estou dizendo, para o seu próprio bem e daqueles que lhes são importantes. Tem alguém na sua família que lhe é muito importante e que por ela você faria qualquer coisa?

Faça uma prova com Deus, celebre a Ele uma sequência de jejuns acompanhado por oração, e faça um voto com Ele de destruir este aparelho demoníaco do seu lar, e verá, que se Ele não lhe ouvir e não lhe atender, eu apago este estudo e publico outro contrariando tudo o que estou lhe profetizando em O Nome de Jesus Cristo, porque, a libertação pode entrar na sua casa a partir destes últimos parágrafos, não de ouvidos a ninguém, nem mesmo ao seu pastor, antes de por esta prova em pratica, e depois conte o testemunho para a Gloria de Yahweh.

Porque se você se senta diante deste mini trono, uma falsificação barata do trono de Yahweh, para assistir qualquer tipo de programação, inclusive as religiosas, saiba que durante o tempo em que está de frente para o aparelho você está voltado com as costas para Deus, como fazia os sacerdotes no templo, conforme Ezequiel 8: 16 faziam no tempo de Cristo e fazem ainda hoje, da mesma maneira como professar as seitas satânicas, ocultistas, esotéricas e filosóficas. 

▶Ezequiel 8• 16 E levou-me para o átrio interior da casa do Senhor; e eis que estavam à entrada do templo do Senhor, entre o pórtico e o altar, cerca de vinte e cinco homens, de costas para o templo do Senhor, e com os rostos para o oriente; e assim, virados para o oriente, adoravam o sol. 

Se você condena como antiética cristã e o cumulo do absurdo espiritual, a atitude do seu pastor por ser evangélico e ser maçom ou pertencer a alguma sociedade secreta numa natural ambivalência, mas, sempre se flagra diante de uma televisão, antes ou depois de ir a sua igreja cultuar, saiba que está em pé de igualdade com ele, visto que ele serve a dois senhores assim como você também está fazendo, portanto, não perca o seu tempo em jejuar para Deus libertá-lo, porque estará simplesmente fazendo um sacrifício de fariseu, [tolo], submetendo-se a uma Greve de Fome ou a um regime alimentar para perder peso.

Antes jejue para Deus libertar você, depois para os demais propósitos.

Se você optou por ser um Cristão de vida dupla, tipo daquele que na sexta acende uma vela pro santo e domingo reza pra Deus, ou seja, fala que é cristã, mas, não testifica com a maneira de viver, porque não tem diferença alguma de quem não é; faça uma experiência com o Senhor, e comece a celebrar um jejum para Ele te libertar e te fortalecer para não vir a ter recaídas espirituais, que acontece quando você pede perdão por uma pratica pecaminosa, mas, em um curto período de tempo, voltar a repetir a mesma.

O cristão é identificado o quer que esteja quase que automaticamente, e não é necessário colocar um crachá no peito informando que é logo de olhar e no primeiro contato visual, é perceptível, e antes de se pronunciar vem à pergunta: você é cristão?

O sal não precisa dizer o que ele é. Este é o primeiro sinal. Quando está longe da observação publica, você é uma adoradora fiel, e vive em constante conflito com as forças do mal, num combate ferrenho contra a carne, para não lhe dar o prazer de desfrutar daquilo que é mal aos olhos do Senhor. Este segundo sinal também é real na sua vida?

Isto é ser cristão. Se no primeiro sinal você aparenta ser sal numa suspeita embalagem de açúcar, ou seja, parece cristã, mas, tem fortes traços de não ser, e mesmo depois de abordada, ainda não é possível definir a sua personalidade, com certeza, este é um forte indicio que você é um cristão de vida dupla. De dia é Jacó de noite é Jesus, portanto, não é um nem o outro.

Este é um caso, de rever os seus conceitos cristãos, e buscar uma mudança na sua vida espiritual.Iniciar uma mudança é uma boa decisão, e se não tem força para orar, tente jejuar algumas poucas horas, porque, ao final você vai entregar o oficio espiritual através de uma oração a Deus, portanto, desta forma, você estará orando de alguma maneira.

Quando você vires à diferença na sua vida, e estiver testemunhando através dela a sua libertação, daí então, celebre ao Senhor com júbilo e oração, o seu santo jejum. O Senhor irá testificar a sua fé ao mundo e o nome Dele será glorificado através da sua vida.

Como eu acabei entrando no assunto sobre o cristão de vida dupla, quero assegurar-lhe que não há um caminho quase que sem volta como é este, onde a via espiritual da mão dupla te conduz a um incerto destino, visto que ela não sinaliza a direção para onde está indo, e quando você pensa que está subindo; você já desceu ao mais profundo, onde sua a alma está trancada enquanto o seu corpo ainda está aqui na terra vivo, esperando a sua morte, enquanto neste interstício que você está vivo e ainda está indo aos cultos dominicais, quando é este o programa litúrgico da sua denominação, destino este chamado INFERNO.

Sei que é muito para a sua mente captar todas estas informações, quando o tema principal é o jejum, mas, preciso lhe esclarecer tudo sobre o efeito do jejum, as indicações e contra indicações, e os efeitos colaterais, e este é um deles, a incapacidade de absorção da sã doutrina, deste que é o único remédio indicado para uma alma doente, uma vitamina se ela está fraca, e um placebo se ela já esta morta, porque neste ultimo caso já não mais efeito para quem já desmaterializou e está aguardando o Juízo Final.

A pessoa paciente de alguma grave enfermidade, quando ela está com a imunidade muito baixa, o organismo não consegue reagir visando subtrair os componentes dos medicamentos nela aplicada para combater e falência múltipla com vista à recuperação gradativa do enfermo, e este bendito salvatério é capaz de reverter quadros agudos e crônicos de doenças gravíssimas seja ela física ou espiritual.

Este é o único caso em que o remédio não é aplicado diretamente no paciente, mas, sim naquele que medica. É um método totalmente diferente das técnicas empíricas, onde o paciente é tratado pelo medico, que lhe aplica os medicamentos necessários a sua recuperação.

Neste método transcendental, o tratamento é feito no medico que recebe os medicamentos, porém o efeito é projetado no enfermo sem auxilio técnico humano, e a partir de então, o doente começar a reagir ao efeito do remédio e em pouco tempo ele está curado.

Se você não compreendeu direito o que quis expressar, é passivo de se considerar visto que a metáfora que usei para ilustrar um dos mais potentes efeitos do jejum foi um tanto complicada para a sua reflexão.

Quis considerar de maneira implícita, que o médico, é aquele que está celebrando o jejum, mortificando a sua carne em beneficio de alguém; o paciente.

Quando ele [você; eu] priva o seu corpo de receber a sua porção diária de alimento por ocasião da celebração de um jejum em prol de uma pessoa, ele [quem celebra] é que está representando o medico no processo empírico.

Ao celebrar o jejum, ato que seria considerado como um sacrifício, se o jejum não fosse à realização de um Oficio Espiritual Sagrado, com aceitação plena e um retorno efetivo [efeito real] da parte de Deus; aquele está celebrando que alcança a Graça de Deus, mas quem recebe a benção buscada e desfruta do seu beneficio, é a pessoa, cuja, você intercedeu a Deus por ela através do jejum.

De uma forma mais simples seria o mesmo que você propor uma pessoa em casamento, mas ao invés de você, uma terceira pessoa se casar e se tornar feliz para sempre, com aquela que você dirigiu a proposta inicial de casamento.

Este é um dos mistérios mais interessante do jejum, digo mistério porque não podemos sondar os pensamentos de Deus, e este é um caso típico. Eu celebro um jejum em favor da sua vida, e quando o Senhor aceita a minha oferta, o beneficiado direto não sou eu; é você, aquela pessoa a quem eu intercedi ao Pai o seu favor.

É algo semelhante ao sacrifício que Jesus fez por nós, onde ele foi condenado pela culpa dos nossos pecados, foi morto por isto sem dever e merecer, e a nossa divida com Deus foi paga, sem que nós fizéssemos nada para receber o beneficio da quitação da divida.

Este foi o ultimo sacrifício valido pela humanidade. A partir de então Deus começa a exige misericórdia no lugar do sacrifício. 

▶Oséias 6. 6 - Pois misericórdia quero, e não sacrifícios; e o conhecimento de Deus, mais do que os holocaustos.

Então o jejum passou a representar o antigo sacrifício para a expiação. Quando celebramos este oficio espiritual sagrado, movemos as entranhas do Senhor, que em resposta ao nosso ato e nos produz o fato.

Cristo jejuou ao Pai por nós antes de ser Ele o próprio e o ultimo sacrifício. Nesta celebração Ele fez uma nova aliança entre Deus e nós, os homens, pacto este eterno, porque Ele é que foi a oferta do sacrifício, a sua vida é que você o preço pelo resgate das nossas almas que outrora estava condenada a morte por conta dos nossos próprios pecados. Antes deste último sacrifício, o jejum ainda não era o mais eficaz recurso para que Deus pudesse intervir diretamente na nossa realidade humana.

Prova disto é que ninguém podia dirigir-se diretamente a Deus, sem ter um intercessor designado por Ele para intercambiar o homem a Ele para qualquer que fosse a necessidade de uma intervenção direta ou indireta de Jeová, na vida do ser humano.

O sacerdote é o mediador entre o homem e Deus e quando Cristo se ofereceu como sacrifício em favor da recuperação da criatura que havia se perdido, os sacrifício tiveram o seu fim, a partir de então, pela fé, qualquer pecador poderia interceder diretamente a Deus em favor de obter o seu perdão.

O jejum a partir de então, acompanhado da oração, assumiu o lugar que foi ocupado pelos sacrifícios. Quer agradar a Deus, enquanto você ainda tem o privilegio de colher o melhor benefício divino ao seu favor, celebre ao Senhor com o seu corpo.

Faça para o seu bem ou para o bem de outrem, jejue, ore, celebre com moderação, discrição, sabedoria, em mistério com Deus. E quando jejuar, não estipule prazo ou validade para as respostas que busca para as suas indagações.

Peça ao Senhor o que quiser e precisar Dele, porém saberá aquilo que lhe é melhor conveniente e lhe fará realizar. Busque primeiro em favor da sua vida espiritual, por uma melhor comunhão com Ele, com o seu Filho amado Jesus Cristo e com o divino Espírito Santo.

Torne o exercício do Oficio Espiritual Sagrado, o Jejum, em um "sacramento" do seu cotidiano. Depois então, faça prova dele e verá que o Senhor é bom e a sua longanimidade dura para sempre! Amém.

Não vou dar dicas como jejuar para que você se interesse em procurar-nos para saber como celebrar ao Senhor através do jejum!

Mas, pensado bem, vou lhe dar uma instrução infalível para a prática cotidiana do jejum. Você irá abster-se de alimento sólido por algumas horas. Faça o seguinte: antes da 00h00min faça uma refeição leve, ou liquida visto que irá dormir a seguir. Quando os ponteiros se unirem, ore ao Senhor pedindo perdão pelos seus pecados cotidianos praticados por palavras, pensamentos e obras, e diz a Ele que a partir daquele instante você quer celebrar-Lhe um jejum. Apresente na oração o propósito pelo qual vai jejuar, agradeça e vai dormir.

Ao acordar cuide da higiene pessoal e já estará em jejum. Ore alguns segundo em espírito e diga ao Senhor que ainda está consagrando por aquele propósito. Se for jejuar por quatro horas seguidas, beba um pouco de água a cada hora. Seu organismo precisa muito de liquido e a água não fará quebrar o jejum.

Não faça como os tolos, a ponto de passar mal por esta debilitada pela fome e pela sede. Se por acaso com três horas sentir muita fome, retire-se, entregue em oração ao Senhor a sua celebração, agradeça e peça Lhe forças para fazer outras vezes. Se estiver em casa, é muito melhor. Se estiver trabalhando, não tente demonstrar, e vigie para não pecar e quebrar a santidade da celebração. Com o tempo poderá jejuar por vários dias consecutivos.

Não estranhe se esta teologia não é meramente acadêmica, porque não é mesmo, antes dela vem O Espírito Santo, depois Dele a Bíblia Sagrada, seguida pela experiência pessoal com Deus através da Oração e do Jejum, dai a teologia apenas acrescenta algo, se for necessário.

A verdade é que: o "Jejum não uma penitência ou sacrifício; sim, um sacramento santo, é cultuar como o nosso corpo e espírito em santidade à Deus"Por isto ele é poderoso nos seus efeitos, por ser o culto sacrossanto que move as entranhas [sensibilidade] de Deus.  Por isto Moisés e Jesus jejuaram 40 dias!

 

 

        Revisão em 06/07/2016 

 Em Cristo.

Shalon.

Por Cornelio A.Dias  

 

"Feito perfeito, é imperfeito; como criação, o meu eu; natureza humana! C. A. Dias.

 

 

              

 

 

Comentários 

Licença Creative Commons
Devemos Jejuar? Quando? do Teologo Cornelio A.Dias está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição - Não Comercial - Sem Derivações 4.0 Internacional. Baseado no trabalho disponível em http://oportaldateologia.org/devemos-jejuar-quando. Podem estar disponíveis autorizações adicionais às concedidas no âmbito desta licença em mail oportal@oportaldateologia.org

newline oportal

 

Editoriais

As taças da ira de Deus  estão prestes a se derramarem sobre a terra! 

Quero fazer um breve relato sobre esta chamada em "Flash”, visto que não vejo a necessidade de escrever um artigo específico sobre o título, bem como também não vou citar referências bíblicas que corrobore com este assunto.

 

Os elementos ardendo  

em breve se fundirão!

Cuidado!

Um corpo terrestre, 

se chocará contra a terra e 

causará repentina destruição. 

 

Leia Mais imagem

 

A falsa doutrina do pré-tribulacionismo  

Qual biblicamente é a mais viável para você? A Meso-tribulação [Arrebatamento no meio da tribulação] ou a Pós-tribulação? [Arrebatamento depois da tribulação] Em qual delas acontecerá o Arrebatamento da Igreja! Será antes da tribulação? Reflita! Leia Mais  imagem

 

 

  Reflexão do O Portal

         2013

O oitavo Rei foi eleito.

A besta que era e já não é, é também o  oitavo rei, e é dos sete, e vai-se para a perdição Apocalipse cap. 17 - 11.

E o sangue de muitos inocentes ainda haverá de ser derramado.              

Guerreiros feridos são condecorados com Láureas de sangue.

Os soldados do Exército do Rei dos Reis, porém herdarão uma coroa de ouro, e a vida eterna.

A Nova Ordem Mundial está chegando e virá para cumprir o seu dever a rigor.

Quem quiser se livrar dela terá que aceitar a sua marca. 6 6 6 em troca da sua alma.

Revelação 13. 1 – Vi uma besta que saia do mar, [...] 2 [...] O dragão lhe deu seu poder, seu trono e grande autoridade.

4. Eles adorarão o dragão, porque dera a sua autoridade à besta [...] 7. Foi-lhe dado poder para guerrear contra o povo santo de Deus e derrotá-los.

10. “Se alguém há de ir para o cativeiro, para o cativeiro irá! Se alguém há de ser morto à espada, morto à espada haverá de ser!”

Yeshua.

 O ultimo, o Rei dos reis é o próximo, e está vindo, espere por Ele mesmo que  isto lhe custar a própria vida.

"Permaneça fiel até a morte, e Eu lhe darei a Vida como Coroa. Revelação 2.10.

Yeshua".

 

Leia o Artigo: O sétimo milênio e o fim da humanidade.

Oriente-se.

 

Por: Cornelio A.Dias

Março de 2013.

  

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 TAUEZEQ94_tsp.png

 

 

 

  Ler um   é:

Armazenar Informações;

Desenvolver a Intelectualidade;

Ampliar os Horizontes;

Compreender o Mundo;

Comunicar-se com o Próximo;

Escrever Corretamente;

Relacionar-se melhor com o Outro!

 Ler uma  é:

Armazenar Ensinamentos;

Desenvolver o Conhecimento;

Ampliar a Espiritualidade;

Compreender a DOUTRINA;

Comunicar-se com JESUS

Escrever a VERDADE;

Relacionar-se melhor com DEUS. 

IMAGEM TEXTO

Ore conosco ao som de belos louvores;

Chore aos pés feridos do Pai!

A tristeza logo passa, não demora.

Ele vos envolve e vos consola, 

Em seus braços, faz-vos descansar.

O Portal

Abra esta Porta de Meditação, Louvor e Oração,

clique aqui em:

Bíblia Online e Seleção de Louvores

e deixa Deus falar ao seu coração!

IMAGEM TEXTO

  

TAU_ORIGINAL_PORTAL.png

 

 

 Leia Mais imagem 


Com: Paz seja convosco
Graça e Paz
A Paz do Senhor
Paz da parte... do Senhor
Paz de Deus
Shalom
Shalom Adonai
Bom dia; Boa Tarde; Boa Noite Irmão
Nenhuma da anteriores

Feedjit

 

Download

Descrição:

Bíblia Sagrada Digital

Mediafire – Down

 Jogo Show do Cristão

Zippyshare – Down

Biblia Sagrada + jogo show do cristão + caminho estreito

MEGA – Down 

topo