A Arca do Concerto e do Propiciatório‏

A Arca do Concerto e do Propiciatório‏


 

Arca do Concerto

E

xodo 25. 1. 2  

Ali dentro, após o segundo véu, era o lugar reservado – a morada do Deus Altíssimo.

Ninguém, exceto o Sumo Sacerdote, estava autorizado entrar; mesmo assim, tinha de ser, rigorosamente, nas condições estabelecidas e no tempo determinado por Deus. Levítico 16. 1 -2; Hebreus 9. 6 - 7O propiciatório era a tampa da Arca, com a finalidade de fechá-la.

Era toda feita de ouro, com a figura de dois querubins, com suas asas estendidas.

Significa desviar a ira pela satisfação da justiça violada.

O sangue da vítima do Altar de sacrifício era aspergido sobre o Propiciatório, uma vez no ano. Ex. 12. 3.

Jesus é o Propiciatório de Deus.  1 Jo. 4. 10.

Construção e Transporte

A Arca era uma simples caixa de madeira, em formato retangular. Sua aparência era exuberante, pois era toda forrada de ouro, por dentro e por fora. Para ser transportada, usava-se os varais nela colocados, que nunca eram retirados. Êxodo 25.15.

Não podia ser carregada por estranhos, nem desnuda aos olhos do Povo, e, ainda mais grave, não podia ser tocada: Números 4. 15; II Samuel 6. 6 - 7Números 4. 5. Deus queria que ficasse marcado na vida do povo, com isto, a realidade e o Seu santo caráter.

Conteúdo e Testemunho

Dentro da Arca, Deus determinou que fossem colocados:

A Lei - A Lei que Israel tinha quebrado exigia julgamento e morte para o transgressor. A Lei não podia salvar, somente condenar.

Não podia tirar o pecado, embora santa Romanos 7. 12, podia somente revelar o pecado I Coríntios 15. 56.

1. A Lei exigia a morte.

Por isto Jesus morreu, por causa do pecado que levou por nós Gálatas 3. 1.

Ele cumpriu por inteiro a Lei divina por nós Mateus 5. 17; Lucas 16. 16; Romanos 10. 4.

Portanto, não há mais perigo para nós que estamos NELE Romanos 6. 14; 8. 1; Hebreus 8. 12.

No entanto, perdura o juízo sobre aqueles que rejeitam tal sacrifício (substituição) de Cristo Romanos 2. 12; Tiago 2. 10.

2. A Vara de Arão

Em Números 17. 10, achamos uma rebelião entre os filhos de Israel.

Eles estavam contrariados porque o sacerdócio ficava limitado à Casa de Arão. Achavam que não era certo!

Então, Deus mandou Moisés tomar 12 varas secas, escrever nelas seus nomes e deixá-las perante a Arca, durante uma noite.

Aqui, a autoridade do sacerdócio estava em questão, e foi provada, conforme lemos em Números 17. 8.

3. O Vaso com Maná

O Maná era o pão para o povo de Deus. Jamais poderia ser dado ao incrédulo, estranho à aliança de Israel.

Ele representa Cristo como nosso suprimento todo suficiente. Foi preservado entre o povo, para memória de como Deus o tinha alimentado, durante a peregrinação. Simboliza o Maná real – O Senhor Jesus Cristo João 6. 51.

Este nunca se extinguirá ou apodrecerá. Os que estão em Cristo jamais terão fome espiritual Apocalipse 2. 17. Ele é o Pão Vivo que veio do céu. 

 

 

 

   

       Em Cristo.

Revisão Julho 2016

Shalon.

Por Cornelio A.Dias  

 

"Feito perfeito, é imperfeito; como criação, o meu eu; natureza humana! C. A. Dias.

 

 

              

 

 

Comentários

 

 

 

 

 

 

Licença Creative Commons

A Arca do Concerto Propiciatório: é uma festa cristã?do Teologo Cornelio A.Dias está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição - Não Comercial - Sem Derivações 4.0 InternacionalBaseado no trabalho disponível em https://oportaldateologia.no.comunidades.net/a-arca-do-concerto-e-do-propiciatorioPodem estar disponíveis autorizações adicionais às concedidas no âmbito desta licença emhttps://oportaldateologia.no.comunidades.net/.