Translate this Page

Rating: 2.0/5 (3197 votos)




ONLINE
2




Partilhe esta Página





Busca OPortal

Clique⇒ mapa do site avançado
           Buscar no freefind

Email OPortal

 

oportal@oportaldateologia.org

cornelio.a.dias@oportaldateologia.org

 


https://files.comunidades.net/oportaldateologia/setad.gifÚltimas Edições

 

1. A emergente reascensão da escatologia. Leia

2. O que é o id 2020? O ID2020 é a Marca de Besta? Leia

3. As máscaras o covid-19 e a engenharia social Leia

4. Teoria da Conspiração e o humano QR-Code Leia

5. O Mundo pós-covid Projeto diabólico Leia

6. Como será a vida no futuro Leia

7. Admirável mundo novo Leia 

 


 

A santificação sob a perspectiva da bíblia-introdução: Aqui

 

 Edição em destaque

 

Parte Final

 

 

 

Leia

atualização de 31/12/2020  

Ychzek'el

 

9.  3 - 4

3: Então a Glória do começou a se levantar sobre o Keruv, desde onde ele estava até a entrada da casa.

Ele chamou o homem vestido com roupas de linho, o qual tinha equipamento de escribas em sua cintura. 

O Deus de Yisra'el começou a se levantar sobre o Keruv, desde onde ele estava até a entrada da casa. 

 

Ezequiel  

 

9.  4. 

Adonai lhe disse "Vá por toda a cidade, através de toda a Yerushalayim, e ponha uma marca em sua testa como a de um homem [Cristo] que está suspirando e chorando por todas as práticas odiosas que estão sendo cometidas ali".    


O mistério de uma cruz
O mistério de uma cruz

O mistério de uma cruz

Por Cornelio A.Dias - 23/06/2015 07:27

A morte é o principal elemento presente no instrumento do martírio. Naquele dia ela estava explicitamente perceptível em duas Cruzes, exceto numa, na cruz do meio.

Ela sucumbiu em suplício, foi só um lamento!

Assim está acontecendo com meu Smartphone nesta manhã, ele está sendo um instrumento para descrever tudo o que One Note vai relatar sobre um mistério que nunca esteve oculto, a verdade estava sendo revelada e escrita com sangue no alto de uma cruz.

Assim foi com a cruz do meio, ao invés dela matar as suas vítimas como iria fazer as outras duas laterais, ela deu a vida!

Este foi o primeiro mistério, ela declinou não podendo matar Aquele que estava pregado sobre ela, Cujo, ela reconheceu.

Era o seu criador. O madeiro verde, poderia se transformar em uma frondosa arvore naquele momento, bastasse uma simples ordem daquele Homem nela pregado.

A natureza, diferente dos homens, ela escuta, reconhece e atende e compreende o chamado quando ouve a voz do seu criador. Ela sabia que podia matar todos quantos fossem pregados nela, mas, a surpresa! Aquele não.

Venceu dois homens que foram crucificados nela, eis a diferença, porém por aquele, “O” do meio que estava apenas pregado, ela foi vencida. E quando Ele desceu dela, todo o universo bradou, regozijando-se da sua vitória triunfal, a do unigênito Filho de Deus, Yeshua.

Este foi o segundo mistério, lemos, vemos, ouvimos e dizemos, quando devíamos somente ler, ver, ouvir e falar, mas, quase nunca conseguimos enxergar e compreender aquilo que nos é revelado porque o nosso ego ambicioso quer dizer [ditar] por Deus como se nós fôssemos os detentores da Sua verdade e capazes de perscrutar os seus pensamentos!

Temos o dever de falar o que Deus diz e não o direito de dizer o que Deus não diz; sempre deve prevalecer a palavra Dele através da nossa fala.

Quantas vezes a palavra de Deus está dizendo uma coisa e nós estamos falando outra e sem convicção alguma? A boca deve apenas falar e a voz pronunciar aquilo que está sendo dito e nisso somos contrários, a nossa boca fala sem ter sido inspirada pelo Espírito Onisciente de Deus, como se fosse Ele dizendo através da nossa voz, e assim fracassamos. É a nossa boca que quase sempre diz, por isto, com a nossa boca pecamos por não saber o que estamos falando!

Todo o pecado é um erro, porém nem todos os erros são pecados, partindo do princípio como são gerados e praticados.

Por isto a Bíblia diz, ouça o que o Espírito diz à Igreja!

Observe: A Bíblia diz; o Espírito também diz, e nós devemos primeiro e sempre ouvir do que falar.

O que nos é permitido é apenas falar aquilo que ela diz!

A fala sempre é nossa, mas, a palavra dita sempre deve ser falada por Deus.

Temos que ser apenas seu porta-voz do Espírito.

A Bíblia é um caminho que conduz o homem ao seu passado remoto até onde ele foi criado, a fim de lhe revelar a sua origem, de onde ele veio até o seu presente; quem ele é e porque ele existe, e ela ainda lhe revela tudo o que ocorreu durante esta trajetória; e depois de lhe ser revelado todos os segredos sobre a sua existência, ela [Bíblia] lhe guia para o futuro, permitindo que ele saiba antecipadamente quase tudo sobre o que lhe irá acontecer, para que tenha chances e opções de mudar o seu destino no final.

Ela é a sua certidão de nascimento, mas, também poderá ser o seu atestado de óbito. Da alma. Isto vai depender somente dele. O homem nasce das mãos do criador [Deus] e permanecerá vivo, e por estar vivo compreende-se a composição [corpo – alma - espírito], pela eternidade, se continuar em suas mãos, embora alguns poucos foram previamente escolhidos [predestinados] por Ele para permanecer sempre aos seus cuidados eternos, e aos muitos chamados [livre-arbítrio] porém lhes foram dado o direito de optar este querer pela sua decisão sim ou não.

Difere do escolhido, que é o predestinado [sem opção de decidir]; a escolha pela vida ou pela morte da alma e do corpo do apenas chamado; a este lhe foi concedido o direito do livre-arbítrio [poder de decidir], ou seja, ou ele pode optar por escolher permanecer sob os cuidados do Pai, ou decidir o seu próprio destino no futuro.

Aquele a quem lhe foi dado o direito do livre-arbítrio, decidindo tornar-se independente do seu Criador, e assumir o controle da sua própria vida e tomar uma decisão errada quanto ao seu destino após a morte, esse terá que arcar com as próprias circunstâncias, porque o Pai [Deus] não irá intervir contra a sua vontade, porém também não lhe guiará pelo caminho que lhe conduzirá ao Paraíso, onde ele nasceu e onde viverá eternamente, isto porque, existe outro caminho, cujo, [Deus] não anda por ele, este que é o caminho da perdição.

A perdição é eterna, a morte é o destino, de lá nunca mais poderão sair, lá é o reino da morte onde não cessa o sofrimento da alma.        

Todos unanimemente não poderão retornar à sua origem, uma vez nascido, o futuro para todos é eterno, onde quer que ele estiver no futuro, disto, ninguém pode fugir.

Antes de aprofundar na abordagem sobre o mistério desvendado da cruz, vamos fazer uma breve reflexão sobre a vida e a morte questionando o seguinte:

1º. A vida é eterna e a morte é o fim de tudo?

2º. Quem estará vivo e quem estará morto após o óbito do corpo?

3º. Porque Cristo teve que nascer na terra e experimentar o óbito físico para intervir neste processo de vida e morte do corpo?

4º. Qual é a origem e a formação do corpo humano? 

Na ordem decrescente vamos abordar os questionamentos como se segue:

4º. A origem do corpo humano se deu quando Deus criou através do pó da terra um ser a sua semelhança. [substância].

Nesta [substancia] estava contida a sua imagem [essência] chamada de [alma] e por fim a esta fusão de substancia e essência foi introduzido o pneuma [espírito=fôlego de vida]. A substância e a essência são inseparáveis, porém o pneuma que é Espírito de Deus que foi soprado por ele nas narinas daquela criatura é provisório, e volta para Deus após o óbito do corpo.   

O óbito [morte física] é o período que separa temporariamente a substância da essência. Por isto dizemos que uma pessoa morreu.  

Cristo nasceu humano para ser a prova fidedigna de que após a morte física, haverá um tempo em que o corpo e a alma estarão unidos outra vez, e desta vez para sempre. Este processo chama-se; ressurreição. Aqui é que surge a seguinte polêmica: como todos os corpos voltarão se unirem as suas respectivas almas após o período do óbito? Se poucos vão continuar vivos enquanto os restantes estarão mortos mesmo após a nova associação da substancia e da essência? 

Nesta fase há uma incógnita? Sim. Há muitas respostas importantes estão nesta etapa do estudo, porém não vou mencionar todas neste tópico,* abordarei no final. Vamos dizer que Cristo havia morrido, mas, Ele não ressuscitou em Espírito, por dezoito vezes deixou ser tocado fisicamente, além de comer e beber numa das ocasiões! Os outros dois crucificados continuaram mortos.  

Cabe ressaltar que o corpo de Cristo embora plenamente humano, era desprovido de essência [alma], por não ter sido gerado pelo homem, muito menos ter sido criado por alguma substancia qualquer além de terra. Apenas a substância uniu se novamente ao pneuma [Espírito Santo] que Lho gerou humano. Assim como ocorreu com Ele haverá de ser com todos os humanos. Corpo e alma ressuscitarão na sua formação original.

Portanto todos os corpos ressuscitarão corporeamente assim como foi com Ele.  

Agora vamos à questão: Se poucos vão continuar vivos enquanto os restantes estarão mortos mesmo após a nova associação da substância e da essência?  A Bíblia afirma que da maneira como a alma estiver quando morrer assim ela ressuscitará. Que maneira é esta?

O corpo que morrer contaminado pelo pecado fará a alma ressurgir após o período da morte física também em pecado, e está foi uma das razões porque Cristo nasceu humano, para ensinar o que é pecar, quais as suas conseqüências, porque não pecar, e mesmo se pecar, porque todos somos pecadores; arrepender-se, enquanto vivo para quando ressurgir algum dia não se apresente a Deus com a alma impura perante Ele. Sobre o que é o pecado,   Leia este  artigo  pois não vou prolongar muito o estudo.

2º. Quanto à questão sobre em estará vivo e quem estará morto após o óbito do corpo?

A morte, portanto é: o ressuscitar da alma contaminada pelo corpo; unida novamente a ele, porém no estado anterior como se encontrava antes do óbito corporal. Este é outro mistério de uma cruz, a ressurreição semelhante à de Cristo.

Por isto a Bíblia diz: aquele que pecar certamente morrerá. Então como será esta morte? O corpo e alma juntos serão julgados pelas suas obras praticadas antes da primeira morte, a temporária.

A morte propriamente em si, no seu significado e expressão é ser condenado após o juízo final e ser lançado no lago de fogo e enxofre e continuar existindo, sofrendo, sentidos dores, lembranças, saudades, remorsos, ódio, e todo tipo de sentimentos ruim por toda e eternidade. 

A dor que o corpo vai sentir por toda a eternidade não pode ser suportada pelo corpo humano neste estado original, somente o novo corpo humano poderá resistir à insuportável tortura física, espiritual, moral e corporal nesta segunda ressurreição.

Este é o significado de estar morto;ou seja, é ressuscitar com o mesmo corpo na mesma alma, porem com o corpo este totalmente forte para poder resistir aos piores flagelos, tormentos e sofrimentos dolorosos, cujo primeiro corpo nunca poderia resistir, além de agravado pelo fato de nunca ter fim. 

Portanto estar morto eternamente no pecado é continuar vivo depois da morte tendo ressuscitado no mesmo corpo e com a mesma alma, porem sem o pneuma [espírito] pela eternidade.

Sem o pneuma, cujo, é a assemelha-se de Deus, [Espírito Santo], a semelhança original será desfeita. Os corpos serão transformados pela deterioração do inferno, e desta forma, a imagem de Deus também será anulada. Que sofre o dano da segunda morte não vai ter mais a imagem e a semelhança de Deus, este privilégio será exclusivo dos que forem mantidos vivos pela eternidade.

Que são os que estarão vivos é os que foram escolhidos antes da morte física, é o [predestinado], este terá todos os seus pecados perdoados por Deus antes da sua primeira morte, a participação pessoal nesta purificação corpo e da alma por cada um, diferente do caso dos apenas escolhidos, cujos, terão que: ANTES DA MORTE, estar seguros de que estão com as suas vidas em ordem perante Deus, [liberto do pecado], porém, por intermédio exclusivo da sua própria iniciativa e esforço, para que quando houver a primeira ressurreição eles possam sair do estado de coma espiritual [morte temporária] para encontrar com Cristo no arrebatamento.

Portanto os vivos são os que foram predestinados para ser salvos da condenação eterna antes da primeira morte, foram purificados pelo poder do Espírito Santo, e na primeira vinda de Cristo ter os seus corpos novamente unidos as suas almas; corpo este semelhante ao de Cristo quando ressuscitou que poderá ser tocado, comer e beber como antes, porem incapazes de pecar como quando estava vivo no corpo da morte temporária. 

Esta é a questão sobre estar vivo após o óbito do corpo. 

Este é outro mistério de uma cruz, aquela que pregou sobre si o Corpo de Cristo.

A “Igreja”, mencionada na Bíblia, são estes que serão arrebatados vivos sem ter experimentado a agrura da primeira morte.

1º. Quanto à questão se vida é eterna e a morte é o fim de tudo?A verdade é a morte não é a concepção formada sobre o fato de o corpo físico morrer, isto é, ser atestado como óbito.

Como vimos acima, a morte é continuação da existência do corpo e da alma, porém, sem o espírito de vida [pneuma], onde somente, apenas corpo e alma irão subsistir por toda eternidade, vivos e inseparáveis para ser atormentada no lago de fogo em enxofre, por ter o corpo entrado Np dano da primeira morte com a alma em pecado diante de Deus.  

Como havia mencionado anteriormente que algumas respostas eu abordaria no final do estudo, portanto vamos a elas: formulei sete questões e suas respectivas respostas para encerrar o estudo, como se segue:

1ª Pergunta: Que motivo havia para Cristo ter nascido na forma humana?

Cristo teve que nascer na forma humana para reconciliar o homem com Deus por ele ter sido condenado a morte pelo seu criador, pena que nunca será revogada, porque a palavra de Deus não pode voltar a trás. Ele também nasceu humano para provar para os homens que assim como Ele subsiste ao Pai também, e para provar que Deus não é um daqueles deuses pagãos das mitologias imaginadas e criada pelos homens. Ele veio aqui na forma humana para cientificar a humanidade que todos os joelhos se dobrarão diante dele.

Os homens ainda mesmo assim por pura hipocrisia adoram outras formas sem vida de deuses, mas, sabem que deste dia ele não irá escapar. Vai adorar a Deus e dizer que somente Ele é o Senhor e depois serão lançados no lago de fogo para sempre, junto com as suas mitologias. 

2ª Pergunta: Qual foi uma das principais causas de Cristo ter sido pregado numa cruz? 

Uma das principais causas foi a de que o pecado do homem estava sobre ele e havia necessidade de se oferecer um sacrifício como era feito de Abraão até Jesus, imolando uma ovelha e oferecendo o incenso do sangue dela quando estava sendo queimado no altar, para que o pecado praticado pela pessoa pudesse ser perdoado.

Cristo foi substituído para que não fosse mais sacrificado animal algum, e que a partir de então, todos quantos pecassem e se arrependessem dele, pedindo perdão a Deus, este fosse perdoado pelo sacrifício oferecido ao Pai, por Jesus Cristo, naquela cruz do meio.  

Alem do que serviu como uma nova e duradoura aliança entre Deus e homem, cuja, jamais poderá ser quebradas como foi com as outras feitas através do próprio homem.

Esta aliança se chama de Vida Eterna com Deus.  

3ª Pergunta: O que simboliza Cristo ter sido pregado na cruz do meio; e porque tinha os braços abertos? 

Resposta: Cristo podia estar do lado esquerdo o no direito, porque para quem os crucificou isto não representava muito ou quase nada; mas, todo um propósito divino havia sido pré-estabelecido por Deus antes Dele nascer na forma humana. O pecado do jardim Deus separou o homem do seu criador para sempre, salvo se houvesse uma alternativa que pudesse livra o homem desta sentença de morte. 

Todos quantos nasciam e morriam no mundo estavam destinados a perdição, e isto seria a maior vitória de satanás contra Deus, se algo pudesse ser feito para mudar o destino do homem. Porem, Deus ainda amou o mundo de tal maneira que enviou o seu unigênito Filho para servir como advogado do homem em sua defesa contra os seus pecados; e todos os que fossem perdoados por Ele se livraria desta sentença de morte, cuja será perpetuada sobre aquele que morrer pela primeira vez, sem o seu perdão [de Jesus Cristo] e ressuscitar para a perdição eterna.

A segunda parte da questão não é o obvio empírico, ou seja, por que assim era o formato do instrumento de martírio.

Este é também um dos mistérios grandes de Deus sendo revelados para nós os incrédulos. Ele abraçou a todos sem acepção alguma, toda a criação estava sendo reconciliada com Deus, e Ele ali pregado estava sendo o intercessor entre o homem e Deus. Estava oferecendo ajuda para toda a humanidade desde a criação do primeiro homem.

Abrindo um livre e novo caminho por Ele através do seu sacrifício, para que todos pudessem obter o perdão dos seus erros; tanto para os escolhidos quanto para os apenas chamados. Todas as alianças entre Deus e homem foram quebradas, em Noé, Abraão e Moisés, mas, esta ultima, através do seu Filho, será perpetua.

No juízo final, ninguém poderá alegar ignorância, não ter tido uma chance ou não ter ouvido a palavra da salvação, isto é, não poderá justificar de forma alguma não ter tido uma oportunidade de salvação.   

4ª Pergunta: Porque Cristo não morreu, como ocorreu com os outros dois crucificados? 

Esta é uma pergunta bastante intrigante. Como relatei acima, o homem foi criado por substancia, essência e pneuma. O pneuma será retirado daqueles que morrerem em pecado, estes ressuscitarão apenas corpo e alma, porem os que forem salvos, este terão substancia, essência e pneuma porem, glorificados.

O corpo e a alma serão os mesmos, e no lugar do pneuma, será o sangue de Cristo vertido na cruz que dará a vida eterna para toso quantos forem alcançados pela salvação, tanto os predestinados quantos escolhidos.

Como já mencionei antes, muitos, ou a maioria daqueles que tem o privilegio de escolher por sua livre e espontânea vontade, a salvação; a maioria opta pelo não, ambicionando os prazeres temporários e as riquezas corrompível do mundo a aceitar de bom grado uma eterna riqueza, alem da coroa da vida para sempre.

5ª Pergunta: Em que corpo Cristo ressuscitou após a ressurreição e por quê? 

A pergunta já foi detalhada acima no estudo, mas, é importante frisá-la novamente, visto que, a ressurreição de Cristo é o modelo que será aplicado na ressurreição dos que já dormem e dos ainda dormirão o sono da primeira morte, por ao passar por ela, ou estão preparados espiritualmente [chamados] ou que foram purificados antes, isto para os [escolhidos].

Cristo ressuscitou no mesmo corpo humano, isto é, a substância [corpo] e o pneuma [Espírito Santo] pelo qual foi gerado no ventre de Maria.

Porque Deus escolheu assim, é outro mistério que Ele queria nos revelar, para não fossemos enganados que seriamos reencarnados.  Por isto Cristo ressuscitou com o seu corpo humano, porem revestidos de imortalidade e incorruptível, esta segunda opção que não foi o caso Dele, visto que Cristo não se corrompeu como os humanos que foram gerados pelo homem através do ventre da mulher.

A outra razão é porque seremos humanos para sempre, e ninguém ira ressuscitar com outro corpo alem daquele, cujo, foi gerado pelo homem e nele inserido uma alma vivificada pelo pneuma.

Na Parusia, todos vão sentar-se a mesa e comer com Cristo, assim como Ele comeu a ultima ceia com os discípulos antes de ser pregado na cruz.

Um espírito não pode comer e beber, sentar e andar ou ter todos os demais movimentos de um corpo humano por serem desprovidos de um corpo constituído por uma matéria orgânica. Exemplo disso é a nossa alma.

Também ser o corpo humano, os flagelos do dano da morte eterna não poderá ser sofrido.

A Bíblia diz que no lago de fogo e enxofre o fogo não apaga e o bicho não morre. Em tempo: Este bicho é o mesmo que consome o corpo humano no estado de putrefação. No inferno ele continua comendo o corpo das pessoas que estão lá, sem que este corpo se consuma definitivamente como quando sepultados depois da primeira morte. Este bicho não iria comer algo invisível ou sem matéria.

Esta é mais uma das provas porque Deus definiu o corpo humano para existir para sempre, onde quer que sejam os dois destinos finais do homem.

Por isto Cristo fez questão que o seu corpo fosse tocado por todos aqueles a que ele apareceu fisicamente glorificado. Há dezoito registros bíblicos que confirmam esta verdade irrefutável.  

6ª Pergunta: Porque Deus escolheu alguns para a vida eterna, [predestinados = escolhidos] para a salvação e a outros ele concedeu o direito e a liberdade para escolher [livre arbítrio- apenas chamados] querer ou não ter a vida eterna ou sofrer o dano da segunda morte que é viver eternamente no lago de fogo e enxofre?

Resposta: A primeira parte da pergunta nunca se saberá a resposta, eu porem creio que Deus baseou se quando criou os anjos, condicionando parte deles o direito de servi-Lo por livre vontade, enquanto a outra restante, para Lhe servir incondicionalmente. Os anjos que tiveram o livre arbítrio concedido, foram corrompidos por Lúcifer associaram-se a satanás, rebelaram se contra Deus e foram lançados junto com o ex-querubim para o inferno. A outra parte restante permaneceu fiel a Ele eternamente.  

7ª Pergunta: Qual foi o maior mistério de uma cruz?

O maior mistério de uma cruz foi que a terra não se embebedou do sangue vertido do corpo de Cristo, o seu sangue foi recolhido ao céu para transformar os corpos de todos os que forem ascendidos às nuvens ainda vivos e por todos os que estão descansando no sono da primeira morte; para o corpo da primeira morte ser revestidos de imortalidade semelhante ao corpo de Cristo após ter sido ressuscitado por Deus, embora não tenha morrido, porque a vida, é o seu próprio sangue, por isto ela é eterna, e este sangue fará com que todos os arrebatados vivos ou não na primeira ressurreição ao receberem este sangue também se tornarão eterno assim como Ele O é.

Nestes últimos dias da Igreja na terra, os anjos estão marcando aqueles que serão os últimos escolhidos para a salvação, alguns deles ainda irão provar o sono da primeira morte para acordar na Parusia, enquanto que outros alcançarão vivos este que será um dos maiores eventos de Deus desde a criação do mundo.

Para consideração final eu volto a recapitular sobre a delicada questão da Predestinação e do Livre Arbítrio. Não brinquem com isto. Ou você é um Escolhido ou apenas é um Chamado. Predestinado = Escolhido e Livre Arbítrio = Chamado.

Ninguém está incluído nos dois grupos simultaneamente. Para o escolhido a salvação está garantida, para o chamado ela é facultativa.

Observe que não sou eu que estou dizendo, não estou aqui para enganar e nem criar novas heresias, além dos milhares existentes em plena execução nos nossos dias.

Em um dos dois grupos você está incluso, disto não há como fugir. Se a sua denominação não lhe instruiu assim, nem precisar abandoná-la, tens a palavra de Deus em suas mãos examine-la, sirva a Deus de coração, sem hipocrisia porque, caso contrário, está enganando a si mesmo.

Não sabes a hora que Deus irá recolher o seu pneuma.  

Preserve-se deste infortúnio minuto antes do seu relógio biológico parar!

Revisão Julho 2016

Shalon.

Por Cornelio A.Dias  

 

"Feito perfeito, é imperfeito; como criação, o meu eu; natureza humana! C. A. Dias.

 

 

              

 

 

Comentários

 

 

 

 

 

 

Licença Creative Commons

O mistério de uma cruz: do Teologo Cornelio A.Dias está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição - Não Comercial - Sem Derivações 4.0 InternacionalBaseado no trabalho disponível em https://oportaldateologia.no.comunidades.net/o-misterio-de-uma-cruzPodem estar disponíveis autorizações adicionais às concedidas no âmbito desta licença em https://oportaldateologia.no.comunidades.net/.

newline oportal

is lidas 2021-22

1. A Porta da Salvação. Leia

2. O Pão nosso de cada dia. Leia

3. Televisão: O olho mágico da besta. Leia

4. O que é heresia? Leia

5. Tecnologia 5G e o olho que tudo Vê. Leia

6. A era da sociedade charagma. Leia

7. Plano dos Illuminati rumo a Nova Ordem Mundial.  Leia

8. A chegada não reconhecida do falso profeta. Leia

9. Nova Ordem Mundial conforme a Bíblia. Leia

10. O que é o Anticristo? Quem será Ele? Leia

11. O anticristo conforme a bíblia. Leia

12. Como será a vida no futuro: Leia

Destaque OPortal

A chamada no gif abaixo visa alertar sobre um grave evento que vai acontecer:

São elementos ardentes que se fundirão sobre terra: Cuidado!

Os corpos celestes explodirão sobre a atmosfera e cairá sobre a terra como chuva de pedras fogueadas. Haverá terrível destruição.

Tema Central d'OPortal

Leia

A falsa doutrina da pré-tribulação

Link

Questione-se: 

Conforme cita a bíblia qual é das doutrinas a que julga ser a mais viável pra você  biblicamente? 

Mezo-tribulação 

A Igreja será arrebatada ou não no meio da tribulação?

Pós-tribulação   

Em qual delas a Igreja de Cristo vai ser elevada?

Pré-tribulação  

A Igreja ela não verá este juízo que  virá sobre a face da  terra.

Qual é a certeza de que não vai estar aqui neste dia mais terrível da humanidade ?

Reflexão 

O Portal

 texto flutuante

  

       


Reflexão!

2013 - 2022

O oitavo rei

A besta do mar conforme Ef: 6 - 11 - 13.

faz referência às duas hierarquias do mal que domina o mundo físico e espiritual desde a origem do pecado no Éden. São eles os “Principados” que são as ordens celestiais malignas superiores constituídas por demônios de todas as hierarquias ou seja; é uma casta formada pelos seres que eram angelicais e foram lançados na terra quando o querubim Lúcifer intentou usurpar o trono de Deus; eles são miríades ou legiões enquanto que as "Potestades" são classes humanas de Governantes que governam os países do mundo sob o domínio secular de controle espiritual total do demônio; como por exemplo o falso profeta que é a besta do mar e o anticristo a besta da terra e os demais reis tirânicos existentes!

O sangue inocente "do cristão" ainda terá que ser derramado até que o último fiel seja morto na terra por servir a Deus em Jesus Cristo conforme registra

Apocalipse 6:9-11: que diz:

9: E, havendo aberto o quinto selo, vi debaixo do altar as almas dos que foram mortos por amor da palavra de Deus e por amor do testemunho que deram.

10: E clamavam com grande voz, dizendo: Até quando, ó verdadeiro e santo Dominador, não julgas e vingas o nosso sangue dos que habitam sobre a terra?

11: E foram dadas a cada um compridas vestes brancas e foi-lhes dito que repousassem ainda um pouco de tempo, até que também se completasse o número de seus conservos e seus irmãos, que hão de serem mortos eles como eles foram.

São soldados do Rei dos Reis todos aqueles que pela sua fé em Cristo forem perseguidos e mortos no mundo pelo exército de satanás nesta antiga batalha espiritual entre o bem e o mal; por não se prostrarem diante das potestades da terra prestando lhes adoração e submissão total as suas leis, que são: 2 Coríntios 4: 4!

Os fiéis são os guerreiros que serão presos; feridos ou mortos nesta guerra espiritual secular que virá com força total sobre a terra contra os soldados do Deus altíssimo.

Os que forem mortos; estes não vão ser laureados com medalhas de sangue como fazem os exércitos seculares; "nós" os que provarmos o dano da primeira morte na terra; vamos receber uma Coroa de Glória com os nossos nomes gravados nelas e reinaremos com Cristo por toda a eternidade; na Nova Jerusalém que descerá do céu e ocupará o espaço desta terra pois ela será lançada no lago de fogo e enxofre no Juízo Final após o governo milenar de Cristo aqui no mundo; por toda eternidade!

A Nova Ordem Mundial através do Falso Profeta já está em plena e intensa atividade e teve inicio em 2013 cumprindo seu dever a rigor. A sua marca já está sendo aceita é voluntariamente por muitos nos países no mundo e já estamos no tempo em ela vai ser obrigatória para todos!

E quem quiser livrar-se "desta lei que será a pior perseguição que já houve terá que aceitar a marca para poder comprar ou vender e ter a liberdade em troca pela sua alma!

Revelação 13. 1 – E vi uma besta que saia do mar, [...] 2 [...] O dragão lhe deu seu poder, seu trono e grande autoridade.

4. Eles adorarão o dragão, porque dera a sua autoridade à besta [...] Foi-lhe dado poder para guerrear contra o povo santo de Deus e derrotá-los.

10. Se alguém há de ir para o cativeiro, para o cativeiro irá! Se alguém há de ser morto à espada, morto à espada haverá de ser!”“.

O oitavo rei ele é a besta do mar o falso profeta do em Apocalipse 18:2 que assumiu o trono da perdição em 2013 cujo; é a Babilônia “espiritual”. O número que ele simboliza é o: 6 6 6.

O ultimo, o Rei dos reis é o próximo, e está vindo, espere por Ele mesmo que isto venha lhe custar à sua própria vida.

Oriente-se.

Março de 2013 ⇔ 2022

Por:Cornelio A.Dias

Março de 2013. 2022

 https://www.dailymotion.com/video/x6e2rcw

 https://www.dailymotion.com/oportaldateologia

Pré-tribulação

O futuro do mundo

Nas Mãos Do Governo

Documentário 

Aqui

Pré-tribulação

Aqui

Abra esta Porta de Meditação, Louvor e Oração,

 

 

Clique aqui em:

 

 

Bíblia Online e Seleção de Louvores

 

TAU_ORIGINAL_PORTAL.png  

 

 

 

IMAGEM TEXTO