Translate this Page

Rating: 2.0/5 (3197 votos)




ONLINE
3




Partilhe esta Página





Busca OPortal

Clique⇒ mapa do site avançado
           Buscar no freefind

Email OPortal

 

oportal@oportaldateologia.org

cornelio.a.dias@oportaldateologia.org

 


https://files.comunidades.net/oportaldateologia/setad.gifÚltimas Edições

 

1. A emergente reascensão da escatologia. Leia

2. O que é o id 2020? O ID2020 é a Marca de Besta? Leia

3. As máscaras o covid-19 e a engenharia social Leia

4. Teoria da Conspiração e o humano QR-Code Leia

5. O Mundo pós-covid Projeto diabólico Leia

6. Como será a vida no futuro Leia

7. Admirável mundo novo Leia 

 


 

A santificação sob a perspectiva da bíblia-introdução: Aqui

 

 Edição em destaque

 

Parte Final

 

 

 

Leia

atualização de 31/12/2020  

Ychzek'el

 

9.  3 - 4

3: Então a Glória do começou a se levantar sobre o Keruv, desde onde ele estava até a entrada da casa.

Ele chamou o homem vestido com roupas de linho, o qual tinha equipamento de escribas em sua cintura. 

O Deus de Yisra'el começou a se levantar sobre o Keruv, desde onde ele estava até a entrada da casa. 

 

Ezequiel  

 

9.  4. 

Adonai lhe disse "Vá por toda a cidade, através de toda a Yerushalayim, e ponha uma marca em sua testa como a de um homem [Cristo] que está suspirando e chorando por todas as práticas odiosas que estão sendo cometidas ali".    


Nota pública em defesa da ordem constitucional
Nota pública em defesa da ordem constitucional

Política

Manifesto

Nota pública em defesa da ordem constitucional, em desagravo a Mantega

Bresser-Pereira, Luiz Gonzaga Belluzzo e mais de cem intelectuais assinam texto contra a prisão arbitrária de Guido Mantega
Antonio Araújo/Câmara dos Deputados
Mantega

Como todo brasileiro, Guido Mantega merece que suas garantias constitucionais sejam respeitadas

A ordem pública brasileira vem sendo ameaçada sistematicamente por aqueles que deveriam protegê-la.

O direito ao protesto coletivo vem sendo coibido por intervenções provocativas, abusivas e desproporcionais por parte da Polícia Militar, como se a velha polícia política das ditaduras estivesse de novo à solta.

Ano a ano, cidadãos brasileiros invisíveis são conduzidos coercitivamente a depoimentos – ou algo pior – sem serem intimados pela Justiça.

Quando o espetáculo da acusação sem prova e da condução sem intimação é exibido deliberadamente por agentes da lei, na persecução de objetivos estranhos à ordem jurídica e da publicidade sem limites, a cultura da arbitrariedade expõe suas entranhas. 

O caráter republicano e isento da Operação Lava Jato já foi posto à prova, e reprovado, inúmeras vezes.

Há seis meses, o evento da condução coercitiva do cidadão Luiz Inácio Lula da Silva, que não resistiu a uma intimação judicial porque sequer fora intimado, parecia marcar o auge da exposição pública da arbitrariedade dos que o perseguiam, levando a uma reação firme, e republicana, de uma sociedade que já escolheu em que regime de garantias civis e políticas quer viver.

O episódio da prisão do professor e economista Guido Mantega levou o arbítrio a novos limites. A fragilidade da acusação e a desproporção da ação tornaram-se ainda mais evidentes por causa de sua coincidência com a presença do acusado em um centro cirúrgico, acompanhando a esposa enferma.

O professor e economista Guido Mantega deu mostras de dedicar-se à coisa pública de modo republicano. É um homem público de endereço conhecido e não representa qualquer ameaça à ordem pública. O mesmo não pode ser dito de seus perseguidores.

Se fosse necessário prender Guido Mantega para recolher possíveis provas, por que foi possível soltá-lo tão rapidamente depois que a sociedade conheceu o absurdo de sua prisão, sob alegação de que as diligências para coleta de documentos não seriam prejudicadas se fosse solto? Se não seriam, por que foi expedida a ordem original de prisão desde logo?

Como todo brasileiro, Guido Mantega merece o respeito às suas garantias constitucionais.

O combate à corrupção não pode ser um pretexto para corromper a Constituição, autorizar a perseguição política e inflar vaidades de juízes, procuradores e policiais.

Quem vai limitar a arbitrariedade da força-tarefa da Operação Lava Jato e do juiz Sergio Moro? É a pergunta que fazem os cidadãos que, abaixo, subscrevem este documento em defesa da ordem constitucional e contra mais um golpe às instituições democráticas.

1. Luiz Gonzaga Belluzzo – professor titular de Economia da Unicamp

2. Marilena Chauí - professora titular da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP

3. Maria da Conceição Tavares - professora emérita da UFRJ e da Unicamp

4. Luiz Carlos Bresser-Pereira - professor titular de Economia da FGV

5. Tereza Campello – economista e ex-Ministra do Desenvolvimento Social e Combate à Fome da presidenta Dilma Rousseff

6. Eleonora Menicucci Oliveira - professora titular de Sociologia da Unifesp e ex-ministra de Políticas para as Mulheres da presidenta Dilma Rousseff

7. Pedro Paulo Zahluth Bastos - professor associado (livre-docente) de Economia da Unicamp

8. Theotonio dos Santos - professor visitante da UERJ e professor emérito da UFF

9. Ladislau Dowbor - professor titular de Economia da PUC-SP

10. Eleuterio F. S. Prado - professor titular de Economia da USP

11. Walquiria Domingues Leão Rêgo - socióloga e professora titular da Unicamp

12. Gilberto Maringoni - professor de Relações Internacionais da UFABC

13. Hermano de Medeiros Ferreira Tavares - professor titular (aposentado) da Faculdade de Engenharia Elétrica e ex-reitor da Unicamp

14. Nelson Rodrigues dos Santos - professor titular da Faculdade de Ciências Médicas da Unicamp

15. Luiz Carlos de Freitas - professor titular da Faculdade de Educação da Unicamp

16. Marcio Pochmann - professor IE/Unicamp

17. Itala M. Loffredo D'Ottaviano - professora titular em Lógica da Unicamp

18. João Quartim de Moraes - professor titular de Filosofia da Unicamp

19. Lena Lavinas - professora titular de Economia da UFRJ

20. Maria de Lourdes Rollemberg Mollo - professora titular da UnB

21. Antonio Prado - secretário-executivo adjunto da Comissão Econômica para a América Latina (Cepal)

22. Magda Barros Biavaschi - desembargadora aposentada do TRT4 e pesquisadora do CETIT/Unicamp

23. Antonio Correa de Lacerda - economista, professor da PUC-SP

24. Matías Vernengo - professor of Economics, Bucknell U. - co-editor, Review of Keynesian Economics

25. Rosa Maria Marques - professora titular do Departamento de Economia e do Programa de Estudos Pós-graduados em Economia Política da PUC-SP e presidente da Associação Brasileira de Economia da Saúde

26. Sebastião Velasco e Cruz - professor titular do Departamento de Ciência Política da Unicamp

27. Wladimir Pomar - jornalista e escritor

28. Armando Boito Jr. - professor do Departamento de Ciência Política da Unicamp

29. Laurindo Lalo Leal Filho - professor da ECA/USP

30. Maria Rita Loureiro - professora titular da FEA/USP e da FGV-SP

31. Alfredo Saad Filho - SOAS, University of London

32. Maryse Fahri - professora IE/Unicamp

33. Giorgio Romano Schutte - professor de Relações Internacionais e Economia da UFABC

34. Gastão Wagner de Sousa Campos - professor livre-Docente do Departamento de Medicina Preventiva e Social da Unicamp

35. Frederico Mazzucchelli - professor IE/Unicamp

36. Nelson Marconi - economista - FGV

37. Carlos Aguiar de Medeiros - professor associado da UFRJ

38. Clemente Ganz Lucio - economista

39. Ricardo Musse - Departamento de Sociologia da USP

40. Valter Pomar - professor da UFABC

41. Carlos Berriel - professor IEL/Unicamp

42. Fernando Nogueira da Costa - professor IE/Unicamp

43. Vanessa Petrelli Corrêa - professora titular IE/UFU

44. Hugo Gama Cerqueira - professor do Cedeplar, Universidade Federal de Minas Gerais

45. Rubem Murilo Leão Rêgo - sociólogo e professor da Unicamp

46. Wolfgang Leo Maar - professor titular da UFSCar

47. Tatiana Berringer - professora adjunta da UFABC

48. Márcia Mendonça - IEL/Unicamp

49. Adriano Codato - cientista Político e professor da UFPR

50. Cristina Fróes de Borja Reis - professora adjunta da UFABC

51. Daniela Magalhães Prates - professora IE/Unicamp

52. Hildete Pereira de Melo - professora associada da UFF

53. André Singer - sociólogo - USP

54. Marcelo Milan - professor de Economia e Relações Internacionais da UFRGS

55. Rubens Sawaya - economista, professor da PUC-SP

56. Anna Christina Bentes - Departamento de Linguística, IEL/Unicamp

57. Humberto Miranda - professor do IE e pesquisador do CEDE/Unicamp

58. Reginaldo Moraes - professor de Ciência Política da Unicamp

59. Eduardo Fagnani professor IE/Unicamp

60. Alcides Goularti Filho - Unesc/CNPq

61. Daniela S. Gorayeb - professora Facamp

62. Marcus Ianoni - Ciência Política da UFF

63. Adriana Nunes Ferreira - professora IE/Unicamp

64. Francisco Luiz C. Lopreato - professor IE/Unicamp

65. José Eduardo Roselino - professor da UFSCar

66. Guilherme Mello - professor IE/Unicamp

67. Marco Antonio Martins da Rocha - IE/Unicamp

68. Alexandre de Freitas Barbosa - professor de História Econômica e Economia Brasileira - IEB/USP

69. Luiz Fernando de Paula - Professor titular da FCE/UERJ

70. Lauro Mattei - professor de Economia da UFSC

71. Elza Cotrim Soares - professora titular da Faculdade de Ciências Médicas da Unicamp

72. Fernando Sarti - professor do Instituto de Economia da Unicamp

73. Jorge Felix - professor da PUC-SP

74. Julia de Medeiros Braga - professora da UFF

75. Rosangela Ballini - professora IE/Unicamp

76. Maria Fernanda Cardoso de Melo - professora da Facamp

77. André Biancarelli - professor IE/Unicamp

78. Raquel Rangel de Meireles Guimarães - professora da UFPR

79. Cláudia Tessari - professora da Universidade Federal de São Paulo

80. Ricardo de Medeiros Carneiro - professor IE/Unicamp

81. Antonio José de Almeida Meirelles - professor titular da Faculdade de Engenharia de Alimentos da Unicamp

82. Pedro Rossi - economista e professor da Unicamp

83. Fernando Augusto Mansor de Mattos - professor da UFF

84. Flávia Vinhaes - professora de Economia da UCAM e técnica do IBGE

85. Ceci Juruá - economista

86. Walter Belik - professor IE/Unicamp

87. Pedro Vieira - professor do Programa de Pós-Graduação em Relações Internacionais da UFSC

88. Nádia Farage - professora colaboradora DH-IFCH, Unicamp

89. Carlos Pinkusfeld Bastos - professor IE/UFRJ

90. Waldir Quadros - professor IE/Unicamp

91. Simone Deos - Professora, IE-Unicamp

92. Fábio Eduardo Iaderozza - Professor de Economia da Facamp e do Centro de Economia e Administração da PUC Campinas (CEA)

93. Rodrigo Vianna - Jornalista e historiador (USP)

94. Ana Luíza Matos de Oliveira – Doutoranda IE/Unicamp

95. Adriana Aparecida Quartarolla - Doutoranda em Linguística na UNICAMP e professora de Língua Portuguesa na FACAMP

96. Marcelo Manzano - professor FACAMP

97. Lygia Sabbag Fares Gibb - professora universitária e doutoranda IE/Unicamp

98. Beatriz Freire Bertasso - professora Facamp

99. Darci Frigo, advogado - Terra de Direitos

100. Artur Scavone - jornalista

101. Benedito Ferraro - PUC-Campinas

102. Sávio Machado Cavalcante - professor de Sociologia (IFCH/Unicamp)

103. Juliana Pinto de Moura Cajueiro - Facamp

104. Roberta Gurgel Azzi - professora

105. Miguel Henrique Russo - professor

106. Daniel Keller de Almeida - professor PUC-SP

107. Rodrigo Orair - pesquisador do Ipea

108. Paulo Capel Narvai - professor titular de Saúde Pública da USP

109. Rafael Valim - professor da Faculdade de Direito da PUC-SP

110. Leda Paulani - professora titular da Faculdade de Economia e Administração da USP

111. Laura Carvalho - professora da FEA/USP e colunista da Folha de S.Paulo

112. Pablo Schwartz - professor Dr. Departamento de Letras Clássicas e Vernáculas da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP

113. Marcia de Paula Leite - professora titular do Departamento de Ciências Sociais e Educação - Faculdade de Educação da Unicamp

114. Joaquim Palhares – advogado e jornalista

115. Miriam Belchior - ex-ministra do Planejamento, Orçamento e Gestão e ex-presidente da Caixa Econômica Federal

116. Regina Gadelha - professora da FEA/PUC SP

117. José Carlos Braga - professor IE/Unicamp

118. Ramon Garcia-Fernandez – UFABC

119. Claudia Satie Hamasaki – Facamp

120. Andrei Koerner – professor DCP/Unicamp

121. Carolina Bagattolli – professora da UFPR

122. Fabio Konder Comparato – professor emérito da Faculdade de Direito – USP

123. Claudio Puty – UFPA

124. Carlos Vieira – professor da Unicamp

125. Maria Victoria de Mesquita Benevides - socióloga, professora titular da FE-USP

126. Renato Dagnino, professor titular, Insituto de Geociências, Unicamp

127. Jorge Augusto Carreta - professor FACAMP

128. Ilana Katz, pós doutoranda IP/USP

129. Sulamis Dain, economista, professora titular da UERJ

130. Laura Tavares - professora da UFRJ

131. Igor Rocha - economista, PhD Universidade de Cambridge

132. Maurício Santana Dias - FFLCH/USP

133. Marcia Benevuto - UFES

134. Ana Mercês Bahia Bock - psicóloga, professora titular PUC SP

135. Maria Amalia Pie Abib Andery - professora titular da PUC-SP

136. Roberto Amaral - advogado, ex-ministro da Ciência e Tecnologia e ex-presidente do PSB

137. Nilma Lino Gomes - professora da UFMG e ex-ministra das Mulheres, Igualdade Racial, Juventude e Direitos Humanos da presidenta Dilma Rousseff

138. Mauricio Muniz – servidor público - mestre em Administração Pública – ex-ministro de Portos

139. Igor Felippe -  jornalista,  MST,  Frente Brasil Popular

140. João Pedro Stédile -  direção nacional do MST,  da Via Campesina e da Frente Brasil Popular

141. Paulo Kliass - doutor em Economia

142. Adalberto Cardoso - professor do IESP/UERJ

143. Elias Jabbour - professor de Teoria e Política do Planejamento Econômico da FCE-UERJ

144. Victoria Claire Weischtordt - professora de Letras da PUC-SP e Diretora da APROPUC- Associação de Professores da PUC-SP

145. João Sicsú - economista e professor do Instituto de Economia da UFRJ

146. Wilson Cano - professor titular IE/Unicamp

147. Erminia Maricato - professora titular FAU/USP 

http://www.cartacapital.com.br/politica/nota-publica-em-defesa-da-ordem-constitucional-em-desagravo-a-mantega

 

 

 

Comentários

newline oportal

is lidas 2021-22

1. A Porta da Salvação. Leia

2. O Pão nosso de cada dia. Leia

3. Televisão: O olho mágico da besta. Leia

4. O que é heresia? Leia

5. Tecnologia 5G e o olho que tudo Vê. Leia

6. A era da sociedade charagma. Leia

7. Plano dos Illuminati rumo a Nova Ordem Mundial.  Leia

8. A chegada não reconhecida do falso profeta. Leia

9. Nova Ordem Mundial conforme a Bíblia. Leia

10. O que é o Anticristo? Quem será Ele? Leia

11. O anticristo conforme a bíblia. Leia

12. Como será a vida no futuro: Leia

Destaque OPortal

A chamada no gif abaixo visa alertar sobre um grave evento que vai acontecer:

São elementos ardentes que se fundirão sobre terra: Cuidado!

Os corpos celestes explodirão sobre a atmosfera e cairá sobre a terra como chuva de pedras fogueadas. Haverá terrível destruição.

Tema Central d'OPortal

Leia

A falsa doutrina da pré-tribulação

Link

Questione-se: 

Conforme cita a bíblia qual é das doutrinas a que julga ser a mais viável pra você  biblicamente? 

Mezo-tribulação 

A Igreja será arrebatada ou não no meio da tribulação?

Pós-tribulação   

Em qual delas a Igreja de Cristo vai ser elevada?

Pré-tribulação  

A Igreja ela não verá este juízo que  virá sobre a face da  terra.

Qual é a certeza de que não vai estar aqui neste dia mais terrível da humanidade ?

Reflexão 

O Portal

 texto flutuante

  

       


Reflexão!

2013 - 2022

O oitavo rei

A besta do mar conforme Ef: 6 - 11 - 13.

faz referência às duas hierarquias do mal que domina o mundo físico e espiritual desde a origem do pecado no Éden. São eles os “Principados” que são as ordens celestiais malignas superiores constituídas por demônios de todas as hierarquias ou seja; é uma casta formada pelos seres que eram angelicais e foram lançados na terra quando o querubim Lúcifer intentou usurpar o trono de Deus; eles são miríades ou legiões enquanto que as "Potestades" são classes humanas de Governantes que governam os países do mundo sob o domínio secular de controle espiritual total do demônio; como por exemplo o falso profeta que é a besta do mar e o anticristo a besta da terra e os demais reis tirânicos existentes!

O sangue inocente "do cristão" ainda terá que ser derramado até que o último fiel seja morto na terra por servir a Deus em Jesus Cristo conforme registra

Apocalipse 6:9-11: que diz:

9: E, havendo aberto o quinto selo, vi debaixo do altar as almas dos que foram mortos por amor da palavra de Deus e por amor do testemunho que deram.

10: E clamavam com grande voz, dizendo: Até quando, ó verdadeiro e santo Dominador, não julgas e vingas o nosso sangue dos que habitam sobre a terra?

11: E foram dadas a cada um compridas vestes brancas e foi-lhes dito que repousassem ainda um pouco de tempo, até que também se completasse o número de seus conservos e seus irmãos, que hão de serem mortos eles como eles foram.

São soldados do Rei dos Reis todos aqueles que pela sua fé em Cristo forem perseguidos e mortos no mundo pelo exército de satanás nesta antiga batalha espiritual entre o bem e o mal; por não se prostrarem diante das potestades da terra prestando lhes adoração e submissão total as suas leis, que são: 2 Coríntios 4: 4!

Os fiéis são os guerreiros que serão presos; feridos ou mortos nesta guerra espiritual secular que virá com força total sobre a terra contra os soldados do Deus altíssimo.

Os que forem mortos; estes não vão ser laureados com medalhas de sangue como fazem os exércitos seculares; "nós" os que provarmos o dano da primeira morte na terra; vamos receber uma Coroa de Glória com os nossos nomes gravados nelas e reinaremos com Cristo por toda a eternidade; na Nova Jerusalém que descerá do céu e ocupará o espaço desta terra pois ela será lançada no lago de fogo e enxofre no Juízo Final após o governo milenar de Cristo aqui no mundo; por toda eternidade!

A Nova Ordem Mundial através do Falso Profeta já está em plena e intensa atividade e teve inicio em 2013 cumprindo seu dever a rigor. A sua marca já está sendo aceita é voluntariamente por muitos nos países no mundo e já estamos no tempo em ela vai ser obrigatória para todos!

E quem quiser livrar-se "desta lei que será a pior perseguição que já houve terá que aceitar a marca para poder comprar ou vender e ter a liberdade em troca pela sua alma!

Revelação 13. 1 – E vi uma besta que saia do mar, [...] 2 [...] O dragão lhe deu seu poder, seu trono e grande autoridade.

4. Eles adorarão o dragão, porque dera a sua autoridade à besta [...] Foi-lhe dado poder para guerrear contra o povo santo de Deus e derrotá-los.

10. Se alguém há de ir para o cativeiro, para o cativeiro irá! Se alguém há de ser morto à espada, morto à espada haverá de ser!”“.

O oitavo rei ele é a besta do mar o falso profeta do em Apocalipse 18:2 que assumiu o trono da perdição em 2013 cujo; é a Babilônia “espiritual”. O número que ele simboliza é o: 6 6 6.

O ultimo, o Rei dos reis é o próximo, e está vindo, espere por Ele mesmo que isto venha lhe custar à sua própria vida.

Oriente-se.

Março de 2013 ⇔ 2022

Por:Cornelio A.Dias

Março de 2013. 2022

 https://www.dailymotion.com/video/x6e2rcw

 https://www.dailymotion.com/oportaldateologia

Pré-tribulação

O futuro do mundo

Nas Mãos Do Governo

Documentário 

Aqui

Pré-tribulação

Aqui

Abra esta Porta de Meditação, Louvor e Oração,

 

 

Clique aqui em:

 

 

Bíblia Online e Seleção de Louvores

 

TAU_ORIGINAL_PORTAL.png  

 

 

 

IMAGEM TEXTO